Mídias Sociais

Esporte

Marcão comenta sua primeira derrota a frente do Fluminense

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Fluminense voltou a fazer uma apresentação ruim sob o comando de Marcão. Na última quarta, o Tricolor das Laranjeiras perdeu para o Atlético-GO por 2 a 1 no Antônio Accioly. A queda de rendimento do time após a saída de Odair Hellmann preocupa. O Tricolor das Laranjeiras não só deixou o G-6 como também deve ser ultrapassado pelos rivais no complemento da rodada.

A equipe ainda busca sua nova identidade após a saída de Hellmann. O que se vê em campo agora é um time que oscila bastante e não passa tranquilidade aos torcedores. Foram dois jogos sob o comando de Marcão, onde a equipe demonstrou certa instabilidade dentro das quatro linhas. Na coletiva após a partida, o treinador falou sobre essa busca por equilíbrio.

"Na verdade foi esse equilíbrio que tentamos para essa partida, o do primeiro tempo do jogo do Vasco, manter aquela organização ofensiva. Mas o primeiro tempo aqui não conseguimos fazer isso. Tanto que já no intervalo, buscamos um jogador de velocidade, de canto, para dar profundidade, fazer essa bola chegar mais nos nossos atacantes de centro. Por isso da nossa mexida. Não gostamos da nossa postura no primeiro tempo, não ter feito o que fizemos no jogo passado. Por isso nossa mudança tentando dar amplitude a nossa equipe para furar a defesa adversária", disse Marcão.

O treinador também foi questionado na coletiva sobre o que é preciso fazer para que o time seja mais equilibrado e volte a vencer no Campeonato Brasileiro.

"Perdemos alguns jogadores por cartão amarelo e teremos que trabalhar bem para corrigir essa questão. Não ficamos satisfeitos, temos que criar opção para toda hora estarmos finalizando, gente mais próxima, dar profundidade. Treinaremos essa semana para que consigamos equacionar essa questão o mais rápido possível, para que nossa equipe se torne perigosa e crie situações de muita dificuldade para o adversário. Vamos trabalhar, criar situações, tentar algumas variações, tudo que já fizeram e deu certo, e tentar criar situações novas, para que possamos eliminar essa situação que não tem acontecido", encerrou Marcão.

Foto: Lucas Merçon

Mais lidas da semana