Mídias Sociais

Esporte

Macaé confirma retorno de Pedrinho Rava para a disputa da Liga Ouro

Publicado

em

A torcida do Macaé Basquete ganhou um presente pós-carnaval. O Alvianil Praiano acertou nesta semana a volta do armador Pedrinho Rava, atleta que já integrou as categorias de base do clube e foi um dos destaques do time nas temporadas de 2014/2015 e 2015/2016. Pedrinho retorna a equipe após uma temporada fora, defendendo a camisa do Flamengo.

Pedrinho Rava retorna ao Macaé com 22 anos. Apesar da pouca idade, o atleta conta com um currículo para poucos no basquete. Na carreira ele soma passagens por Pinheiros (SP) e Flamengo, equipes de muita tradição e gigantes na modalidade. Mas apesar de toda essa experiência, foi no Macaé que o atleta teve mais espaço e ganhou certa projeção à nível nacional. Tanto que após se destacar em 2015 pelo Alvianil Praiano, o jogador acertou sua transferência para o Rubro-Negro carioca.

“O Pedrinho é um jogador que chegou ao profissional aqui, após jogar o último ano de juvenil e ser campeão, e também esteve conosco em duas temporadas pelo time profissional no NBB demonstrando grande potencial na época”, contou o técnico do Macaé Basquete, Léo Costa.

Pedrinho assumiu a titularidade do Macaé após a saída do norte-americano Jamaal Smith, um dos principais ídolos da história recente do clube. E mesmo diante da pressão de substituir e ocupar a posição de um grande líder do elenco, o atleta não sentiu o peso de toda essa responsabilidade. Dentro de quadra, ele correspondeu além das expectativas sendo um dos destaques do time. Retornando ao Macaé, ele espera repetir as atuações do passado.

“A torcida pode esperar por um Pedrinho com muito empenho e muita garra, como foi nas duas temporadas que passei pelo Macaé, quando não faltaram luta e dedicação. Isso, de novo, não vai faltar”, afirmou Pedrinho Rava.

O atleta também não escondeu o carinho com a cidade. “Quando cheguei ao Macaé o Léo me deu toda confiança e liberdade para fazer o meu jogo. A torcida me acolheu, assim como a equipe e a comissão técnica. Adoro jogar em Macaé e ver a torcida apoiando no Juquinha lotado. Espero que não seja diferente na Liga Ouro”, frisou o armador.

“Por ter sido Macaé o time que me colocou no cenário nacional, onde pude jogar mais e ter a chance de ficar mais tempo em quadra, é uma equipe muito especial para mim. Também pelo jeito que o projeto é desenvolvido e como fui acolhido por ele. Considero Macaé não só um time, mas uma cidade especial. E espero que dê tudo certo para retornarmos ao NBB”, encerrou Pedrinho.

 Sérgio Barcellos

Foto: Carlos Fernandes

Mais lidas do mês