Mídias Sociais

Esporte

Jorge Jesus justifica escolhas em derrota e admite má atuação do Flamengo na Libertadores

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

A derrota por 2 a 0 sofrida diante do Emelec no Equador complicou a vida do Flamengo na Libertadores. Por conta do resultado, o Rubro-Negro agora terá que vencer por três gols de diferença no jogo da volta na próxima semana no Rio de Janeiro para se classificar. Um novo 2 a 0 leva a decisão da vaga para os pênaltis, enquanto que agora o adversário pode até perder por um gol de diferença que ainda assim se classifica.

Recheado de desfalques, o Flamengo teve uma atuação irreconhecível. Abaixo do que pode render, o Rubro-Negro acabou amargando uma dura derrota no Equador, que forçará o time a jogar no limite do erro na volta para se manter vivo no principal torneio de clubes da América do Sul.

Para Jorge Jesus, o Flamengo não rendeu coletivamente e por isso acabou derrotado. "O resultado não é o que esperávamos. Viemos para este jogo para disputar a possibilidade de vitória. O jogo não correu bem, o campo difícil para forma como jogamos. O Emelec foi defensivamente agressivo, muito forte dentro da nossa equipe, a fratura do Diego é uma prova disso. Não fomos uma equipe dentro da nossa forma de jogar no primeiro tempo na única vez que foram na nossa baliza. Não rendemos coletivamente e também em termos coletivos em um ou outro, para que nos desse algo em termo individual. Com a lesão do Diego, quando fomos tentar ser uma equipe mais ofensiva, ficou dez contra dez, e tudo mais difícil", lamentou o treinador do Flamengo.

O treinador foi bastante criticado pela forma como armou o time. Uma das principais críticas se deu pela escolha de colocar Rafinha como um ala. O treinador explicou os motivos que o levaram a tomar essa decisão.

"Rafinha já fez aquela posição no Bayern como meia ofensivo. Taticamente lê muito bem o jogo, que não saiu muito bem na primeira parte. Queria um jogador forte no terço de campo no um contra um. Mas não foi possível. Ele é um jogador que atua bem no espaço curto e queria que o Rafinha pudesse fazer essa minha ideia com mais felicidade e não conseguiu. O posicionamento não foi novidade", disse Jesus.

O Flamengo agora se volta para o Campeonato Brasileiro. No próximo domingo, o time tem pela frente o clássico contra o Botafogo, às 16 horas, no Maracanã.

Mais lidas da semana