Mídias Sociais

Esporte

Jorge Jesus comemora mais um título a frente do Flamengo, mas evita falar sobre futuro

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Flamengo confirmou o seu favoritismo e sacramentou a conquista do título do Campeonato Carioca na noite da última quarta-feira (15). Com a vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, o Rubro-Negro chegou ao seu 36º título do Estadual, se isolando ainda mais na ponta. Comemorações a parte, o assunto que segue rendendo nos bastidores é o futuro do técnico Jorge Jesus.

O português voltou a conversar com os jornalistas na última quarta. Enalteceu a conquista de mais um título, o seu quinto a frente do Flamengo, mas novamente evitou falar sobre o futuro. O treinador vem sendo assediado pelo Benfica, que promete fazer um grande esforço para tentar convencê-lo a voltar para Portugal.

"Primeiro lugar, parabéns para o Flamengo e também para o nosso rival, que foi muito competente e nos obrigou a jogar dentro dos limites. É verdade que nos faltou alguma criatividade da primeira linha ofensiva, mas é mérito do Fluminense. Nosso objetivo era vencer esse troféu, o último que faltava, principalmente eu que nunca ganhei um estadual", disse Jorge Jesus.

Apesar de comemorar mais um título a frente do clube, Jorge Jesus reconheceu que o Flamengo está longe de ser o time avassalador que foi na temporada passada e que precisa melhorar de rendimento para o Campeonato Brasileiro e sequência da Libertadores. Em dois dos três duelos contra o Fluminense, o time teve uma atuação bem abaixo do que pode render.

"A equipe tem que melhorar, ainda não atingiu o nível do ano passado. Nossos quatro jogadores de ataque não estão no nível do ano passado, nem um pouco mais ou menos. Cada vez somos uma equipe mais difícil de sofrer um gol, nos defendemos melhor e somos organizados. Jogamos no limite do risco", explicou Jorge Jesus.

Foto: Alexandre Vidal

Mais lidas da semana