Mídias Sociais

Esporte

Jogador entra na Justiça para cobrar dívida do Fluminense

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Fluminense ganhou mais uma dor de cabeça. Na última terça-feira (19), o atacante Kayke foi mais um atleta a entrar na Justiça contra o clube. O jogador cobra cerca de R$ 800 mil entre verbas rescisórias, salários atrasados, férias, FGTS, multas e honorários. Trata-se de mais uma ação que o Tricolor das Laranjeiras terá que responder perante as autoridades, o que não tem sido novidade nos últimos meses.

Kayke hoje defende a camisa do Qatar SC, do Catar. O jogador defendeu o Fluminense no segundo semestre de 2018. Pelo Tricolor das Laranjeiras, ele disputou apenas nove partidas, sendo cinco delas na condição de titular. O jogador não balançou as redes nesse período. O processo na Justiça foi movido pelo advogado Luiz Gustavo de Menezes Ribeiro, no Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, no Rio de Janeiro. Ainda será marcada uma data para a realização da audiência.

Essa não é a primeira vez que o Fluminense recebe este tipo de ação. Na verdade, ela vem sendo recorrente nos últimos meses. Recentemente, o lateral-direito Lucas cobrou uma dívida de R$ 1.574.385,38. Na sequência, foi a vez do meia argentino Claudio Aquino entrar com uma ação contra o clube, cobrando R$ 1.260.077,15. O goleiro Júlio César seguiu o mesmo caminho, pedindo cerca de R$ 760 mil.

Além das ações de jogadores na Justiça, o Fluminense também foi condenado recentemente pela Fifa a pagar R$ 16,86 milhões pela dívida com o Independiente del Valle, do Equador, pelas contratações de Sornoza e Orejuela, em 2016.

Foto: Lucas Merçon

Mais lidas da semana