Mídias Sociais

Esporte

Jesus comemora os 100% de aproveitamento do Flamengo na Taça Rio

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Flamengo fechou sua participação na Taça Rio na noite da última quarta-feira (1º) diante do Boavista. Na ocasião, o Rubro-Negro venceu o embate por 2 a 0 e confirmou os 100% de aproveitamento no segundo turno. A equipe comandada por Jorge Jesus venceu todas as cinco partidas que disputou e de quebra ainda garantiu a melhor campanha geral do Estadual.

Na coletiva após a partida, o técnico português rasgou elogios ao desempenho aos seus comandados. "A equipe manteve o nível igual, não melhorou em relação ao primeiro jogo. No jogo com o Bangu, a equipe me surpreendeu porque jogou muito bem taticamente e disciplinada. A equipe do Boavista também não saía do seu campo de defesa. Mas tivemos jogadas de grande qualidade. Uma equipe que, seja o adversário que for, joga os 90 minutos no campo do adversário tem que ser uma equipe com um perfil tático muito forte. Tem que ser uma equipe que tenha uma capacidade física muito forte, e é isso que o Flamengo fez com o Boavista. Se tivesse que jogar com o Barcelona, também faria. Por isso que não é importante para nós quem é o adversário, o que importa são as nossas ideias", destacou o treinador.

Jesus falou sobre a forma de jogar da equipe e a possibilidade real de conquistar mais um título em solo brasileiro. O treinador lembrou que faltam apenas dois jogos e que caso o título do Carioca seja confirmado, restará apenas a Copa do Brasil, único título que faltará ao português por aqui.

"É tudo uma ideia de equipe. Chegamos ao Brasil, incutimos isso no Flamengo. Hoje há mais equipes a fazer isso no Brasil felizmente. Nós não vamos abdicar daquilo que é o DNA da equipe, que é uma equipe muito compacta e agressiva quando não tem a bola. Os jogadores já não sabem jogar de outra maneiro, já não gostam de jogar de outra maneira. São mesmo eles quem incutem esse espírito. Agora domingo temos mais um jogo, faltam dois jogos... Para praticamente ganharmos tudo o que há no Brasil, faltando só a Copa (do Brasil)", encerrou Jorge Jesus.

Foto: Alexandre Vidal

Mais lidas da semana