Mídias Sociais

Esporte

Independente volta ao futebol profissional e confirma participação no Carioca da Série C

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Atual campeão da Série A do Campeonato Macaense de Futebol Amador, o Independente está de volta ao futebol profissional. A equipe acaba de confirmar presença no Campeonato Carioca da Série C. A estréia será no dia 29 de julho contra o Tomazinho, às 15 horas, em local ainda não definido pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro.

Fundado em 29 de dezembro de 1992 por Wanderson Agostinho, atual presidente de honra do clube e também presidente da Liga Macaense de Desportos, o Independente começava ali a escrever e marcar a sua história no futebol de Macaé. Os primeiros anos foram no futebol amador, disputando torneios da Liga.

Em 2000 o Independente se profissionalizou. Logo em sua primeira temporada, conquistou o título do Campeonato Carioca da Série C, sob o comando do técnico Jeová Ferreira, ex-jogador do Fluminense, Nautíco, Paraná e Seleção Brasileira Juvenil. Com o título veio o acesso para a Série B do Estadual. Em 2001, o clube foi rebaixado e ao invés de voltar a disputar a Série C, optou por voltar ao futebol amador. No mesmo ano o time foi campeão macaense pela primeira vez, conquistando o mesmo título em 2002.

O Independente voltou a disputar o Carioca da Série C em 2004, conseguindo novamente o acesso para a Série B após ficar com o vice-campeonato, perdendo o título para o CFZ Rio, de Zico. Em 2005, o Independente não fez boa campanha na Série B do Carioca e acabou novamente rebaixado. No ano seguinte, a equipe se retirou do Estadual junto com o Goytacaz. Desde então, o Independente vem focando suas atenções no campeonato amador da Liga. Foi campeão do torneio em 2012, 2016 e 2017, sagrando-se pentacampeão macaense.

O Independente também é conhecido por revelar jogadores. O time já revelou o zagueiro Paulão (hoje no Vasco), e o volante Rafael Carioca, que também já defendeu o Vasco, Atlético Mineiro e Seleção Brasileira. Entre as revelações está também o meia Wallacer, que estourou no Macaé e hoje defende o Juventude (RS), e o meia Norton, outro que passou pelo Macaé e hoje defende o São Caetano e por fim, o meia Marquinho, também destaque no Alvianil Praiano e que passou pelo Botafogo.

Foto: divulgação Independente

Mais lidas da semana