Mídias Sociais

Esporte

Gabriel de Oliveira mantém o cinturão dos penas do X Force após vitória sobre Max Alves

Avatar

Publicado

em

 

Gabriel de Oliveira e Max Alves travaram uma verdadeira batalha no sábado pela X Force MMA 4. Em jogo estava nada mais nada menos do que o cinturão dos penas da organização. Após cinco rounds eletrizantes, onde os dois buscaram a vitória a todo momento, mas Gabriel acabou levando a melhor sobre o rival e venceu por decisão unânime dos juízes, mantendo consigo o cinturão.

Os dois já haviam se encontrado na terceira edição do X Force MMA, onde na ocasião Max Alves era o campeão e Gabriel de Oliveira era o desafiante. Naquela luta, Gabriel também venceu por decisão unânime dos juízes e faturou o cinturão. Quis o evento que a primeira defesa de cinturão de Gabriel fosse exatamente contra Max Alves.

Os dois protagonizaram cinco rounds bastante disputados onde Max começou tomando a iniciativa enquanto Gabriel usava sua envergadura para punir o adversário e o manter longe. Max tentou algumas quedas, na tentativa de levar a luta para o chão onde é sua especialidade, mas seu oponente conseguiu se defender sempre buscando o contra-ataque. Em um deles, conseguiu derrubar Max com um contragolpe, o que certamente lhe rendeu alguns pontos. No fim, os jurados optaram por mais uma vez dar a vitória para Gabriel, por decisão unânime.

“Na primeira luta teve muita controvérsia. Tive diversos problemas com lesão. Eu queria essa revanche porque sabia que não havia rendido tudo que podia. Dessa vez eu consegui encaixar melhor o meu jogo e sabia que sairia de lá com uma vitória”, afirmou Gabriel de Oliveira, que complementou: “Nós bolamos uma estratégia. A de evitar a especialidade dele. Meu jogo é em pé. Então eu não podia deixar ele grudar e levar a luta para o chão. Tinha que manter a distância e atacar em cima dos erros dele. E foi exatamente o que eu fiz”, contou.

Já Max Alves não concordou com o resultado final. “Gostaria de pedir a todos os amantes do esporte que não levem esse evento a sério. O título me foi tirado através de resultados manipulados. O vídeo das duas lutas está na minha página para quem não viu. Por isso estou me retirando do evento. Não vou mais lutar pelo X Force MMA”, contou Max. “Sempre andei para frente, busquei a luta, enquanto ele só ia para trás”, enfatizou.

Gabriel é patrocinado pela Seven Esporte, Farmácia Água Viva, Restaurante Aromas, Ótica Valentim, Vida Cor, Armazém Off-Shore, Cozinha Beach Kitchen, Cantinho do Ser, Academia Equipe Atlética e LC Odonto Sports. “Gostaria de deixar um agradecimento especial também a todas as empresas que entraram no banner e que me ajudaram para essa luta”, finalizou Gabriel.

Já Max Alves é patrocinado pelo Restaurante Diagonal, Divino Fogão, Dr Alessandro Mitraud, RM Pescados, ITC Vertebral, Resenha Carioca, Lava-jato do Guerreiro, Chokito Lanches, TM Multimarcas, Suburbia Multimarcas e Supermercado Novo Visconde.

Sérgio Barcellos

Foto: Leandro Foca

Mais lidas da semana