Mídias Sociais

Esporte

Funcionários do Vasco recebe boa notícia em meio a paralisação por conta do coronavírus

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Os funcionários do Vasco receberam uma boa notícia nesta quinta-feira (19). A diretoria enfim quitou a primeira parcela do 13º salário, algo que era bastante aguardado por todos no clube. Ainda assim, o clube segue devendo dezembro (para quem recebe acima de R$ 1,8 mil), o mês de janeiro e a segunda parcela do 13º e férias. Vale lembrar que os jogadores já haviam recebido a primeira parcela.

A Justíça do Trabalho já considera também a dívida de feveireiro, uma vez que já passamos do quinto dia útil de março. No entanto, essa conta não é considerada no clube pois foi feito um acordo para que o vencimento do mês anterior fosse considerado apenas no dia 20 de cada mês.

O Vasco vive uma grande crise financeira e que vem comprometendo bastante as finanças do clube. Para se ter uma ideia, os direitos de imagem não estão sendo pagos desde setembro de 2019. A contrapartida é que, atualmente, apenas uma pequena parcela dos jogadores ainda mantém esse tipo de contrato com o clube.

Em virtude dos atrasados, os jogadores fizeram um acordo entre eles de não falarem com a imprensa, em uma atitude muito semelhante a dos atletas do Botafogo na temporada passada. A "lei do silêncio" entre os atletas foi colocada em prática há quase um mês. Mesmo após receberem o mês de dezembro, eles mantiveram a decisão de não falar com os jornalistas por conta do atraso no pagamentos dos funcionários.

Foto: Rafael Ribeiro

Mais lidas da semana