Mídias Sociais

Esporte

Fluminense volta a treinar no CT Carlos Castilho após 97 dias

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Os jogadores do Fluminense se reapresentaram nesta sexta-feira (19) no CT Carlos Castilho. Foram 97 dias sem treinar no CT e a partir de agora, a comissão técnica dará sequência aos treinamentos que anteriormente vinham sendo realizados na casa dos jogadores. Como parte do protocolo de segurança, os atletas foram divididos em grupos, com o objetivo de evitar maiores aglomerações.

Outra parte importante do protocolo de segurança foi que todo o ambiente de treinamento passou por um processo de desinfecção antes do início das atividades. A grande novidade nessa reapresentação foi a presença do ídolo Fred. De volta ao Tricolor, o camisa 9 foi recebido por todos e reencontrou ex-companheiros de sua passagem anterior ao clube.

O Fluminense divulgou também os resultados dos testes realizados nesta semana. Dos 191 testados, apenas quatro deram positivo para o coronavírus. Destes, dois são funcionários e dois parentes de atletas. Eles estão isolados e com acompanhamento médico. Apenas um jogador, que não teve a identidade revelada, teve resultado inconclusivo. Ele terá que repetir o exame neste fim de semana. Outro fato que chama a atenção é que o Tricolor das Laranjeiras foi o clube do Rio que apresentou a menor taxa de contágio na primeira bateria de testes.

Os jogadores voltaram a treinar no CT três dias antes da reestreia no Campeonato Carioca. Por determinação da Ferj, o Fluminense está escalado para entrar em campo na próxima segunda-feira (22), quando deverá encarar o Volta Redonda no Maracanã. Seria muito pouco tempo de trabalho, caso o clube entrasse em campo.

O presidente Mário Bittencourt já disse por diversas vezes que o clube não concorda com a volta da competição em meio a pandemia. Exatamente por isso, o mandatário chegou a afirmar que o Tricolor das Laranjeiras não entrará em campo em junho, ameaçando recorrer ao Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) para fazer valer seus direitos.

O Botafogo é outro clube que se recusa a entrar em campo agora. Caso seus pedidos não sejam atendidos, o Alvinegro e o Fluminense não descartam buscar a Justiça Comum, uma vez que as alternativas na Justiça Desportiva estejam esgotadas.

Foto: reprodução FFC

Mais lidas da semana