Mídias Sociais

Esporte

Fluminense se aproxima de acordo com atacante hoje no Bahia

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Fluminense está bastante ativo no mercado neste início de Campeonato Brasileiro. O Tricolor das Laranjeiras vive a expectativa de fechar nos próximos dias a contratação do meia-atacante Guilherme. O jogador pertenceu ao Corinthians, mas está emprestado atualmente ao Bahia, onde não vem sendo muito aproveitado. As conversas entre as partes estão bastante avançadas e o anúncio oficial da contratação pode sair a qualquer momento.

Guilherme está sem espaço no Bahia e por isso procura outro clube que possa lhe proporcionar mais minutos em campo. O nome do jogador agrada ao técnico Fernando Diniz, que busca um atleta para jogar mais próximo a Paulo Henrique Ganso no meio-campo. Diniz acredita que Guilherme pode cumprir bem essa função. A tendência é que as negociações terminem com um desfecho positivo para ambos os lados.

Mesmo enquanto negocia com Guilherme, o Fluminense segue trabalhando em outras opções no mercado. Um bom exemplo disso é a contratação do atacante Kelvin. O jogador foi oficialmente apresentado como reforço do clube na tarde desta terça-feira (30). Na coletiva de imprensa, Kelvin falou pela primeira vez como jogador do Fluminense.

“É o desafio mais importante da minha carreira. Tive a lesão, mas antes fiz bons jogos em outros clubes. Fum bem no Porto, no Vasco. Mas o meu futebol deu uma caída. Eu sinto que preciso corresponder em campo a essa confiança”, afirmou o atleta.

Kelvin falou também sobre a desconfiança da torcida em relação a sua contratação e também como foi recebido pelos novos companheiros. “A desconfiança é normal. Não tive um belo ano depois da cirurgia. Tenho que focar no objetivo de jogar futebol, encarar todos os dias como uma guerra. Tenho que colocar a cabeça 100% no futebol. Sobre o elenco, já tenho essa amizade com eles. Foi até mais fácil para conhecer o restante do elenco. Isso me ajudou muito nessas duas semanas. Conversei com todo mundo e fiz amizades. É um bom começo, ajuda nesse início. Já joguei com o Gilberto, é a minha melhor amizade aqui dentro. Também joguei bastante tempo com o Ganso”, explicou Kelvin.

Foto: Lucas Merçon

Mais lidas da semana