Mídias Sociais

Esporte

Flamengo vive dias quentes nos bastidores e pode ficar sem medalhão na próxima temporada

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Flamengo vem vivendo dias turbulentos após a eliminação na Copa Libertadores, tanto dentro de campo como também fora dele. As eliminações irão causar um grande impacto nas receitas do clube, o que pode forçar a diretoria a ter que abrir mão de alguns jogadores para equilibrar o caixa.

E um desses jogadores que podem estar vivendo seus últimos dias no clube é o goleiro Diego Alves. Nos bastidores surge a informação de que o goleiro não irá renovar o seu contrato com o Flamengo. As partes negociam a renovação antes mesmo da pandemia, mas nunca chegaram a um acordo. O goleiro tem um salário considerado alto e isso pode ser um dos fatores para o impasse até aqui. O vínculo atual vai até o fim deste ano.

Com a necessidade de cortar gastos, a diretoria do Flamengo não deverá insistir para manter o goleiro no elenco. Ainda existe uma chance dele permanecer no clube, mas isso dependerá do mesmo aceitar uma redução salarial. Outro fator importante é que o Fla quer investir na contratação em definitivo do atacante Pedro. Embora os valores sejam considerados altos, o clube pretende fazer um esforço junto ao Fiorentina para manter seu goleador.

Ainda no aspecto financeiro,o Flamengo já começou a se mexer para fazer caixa. O time está prestes a bater o martelo e sacramentar a venda de Lincoln para o exterior. Nos bastidores corre a informação de que o Rubro-Negro deu sinal verde para o Pafos, do Chipre, contratar o jogador. O clube ofereceu uma proposta de 4 milhões de euros (cerca de R$ 20,5 milhões) por 75% dos direitos econômicos do atleta. Se tudo de certo, as partes devem fechar um acordo em breve.

Revelado no Flamengo, Lincoln tem apenas 19 anos e já disputou 64 jogos pelo clube. Marcou oito gols. Considerado uma grande promessa na base, ainda não conseguiu se firmar no profissional e passou a irritar a torcida, principalmente com algumas chances claras que desperdiçou.

Foto: Alexandre Vidal

Mais lidas da semana