Mídias Sociais

Esporte

Flamengo segue firme na briga pelo Brasileirão após mais uma vitória

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Flamengo segue firme em busca do título do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro conseguiu mais uma vitória ao bater o Sport por 3 a 0 na Ilha do Retiro e se mantém na cola do líder Internacional. A diferença entre ambos permanece nos quatro pontos, restando ainda cinco jogos para o encerramento da competição.

Na noite da última segunda, o Flamengo novamente foi superior ao adversário e conseguiu impor seu ritmo de jogo. A contar pelos resultados, o time parece estar encaixando e vem subindo de produção em um momento importante da competição. Precisando tirar uma diferença de quatro pontos, o Rubro-Negro sabe que precisará vencer a maioria dos jogos se quiser continuar sonhando como título.

"Foi uma boa vitória. O terceiro gol é importante por ter Gabriel e Pedro marcando no mesmo jogo. No futebol, cada jogo é uma história. Quando se tem um espaço de tempo de quatro dias, a intensidade tende a ser maior. O acúmulo de jogos faz a intensidade ser menor. O ideal é jogar sempre bem e vencer os jogos. Cinco rodadas restantes, temos que tirar a diferença do Internacional e precisamos das vitórias", disse Rogério Ceni.

O próximo desafio do Flamengo no Campeonato Brasileiro será diante do Vasco. As duas equipes se enfrentam na quinta-feira (4), às 21h, no Maracanã. O técnico Rogério Ceni pode ter problemas para escalar a equipe no clássico. O volante Gérson é um deles.

"Gérson saiu com uma entorse no tornozelo, sentiu no intervalo, mas vi que estava mancando. No momento que eu ia trocar o Diego, o Diego Alves sentiu lesão e eu tive que queimar uma substituição. Acabei tendo que trocar três jogadores mais frescos fisicamente, o Diego estava um pouco cansado, coloquei o João e poderia ter segurado os atacantes. Mas tinha que fazer naquele momento e por isso troquei Bruno Henrique e Gabriel", explicou Rogério.

Ceni falou também sobre maior volume de jogo da equipe nas últimas rodadas.

"Tem gente que vê quantos gols perderam, eu vejo quantas chances foram criadas. Se você cria muito, a tendência é que tenha mais chances de fazer gols. Para mim, o importante é criar chance. Finalização eu trabalho muito com eles. Não tenho como trabalhar neste intervalo de dois dias, o tempo é curto para recuperação. Mas quando tem espaço maior, sempre treinamos.

Foto: Alexandre Vidal

Mais lidas da semana