Mídias Sociais

Esporte

Flamengo registra queda no programa Nação Rubro-Negra

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

A paralisação no futebol vem desencadeando uma série de prejuízos aos clubes. E o Flamengo não fica de fora dessa lista. Impulsionado pela temporada de sucesso em 2019, o Rubro-Negro registrou recordes no programa de sócio-torcedor. Só que agora em 2020 e em meio a pandemia, o clube vive o processo inverso.

Na temporada passada o Flamengo atingiu a marca de mais de 150 mil sócios. Só que com a paralisação no futebol o número caiu consideravelmente. Sem a realização dos jogos, o clube perdeu mais de 38 mil sócios, que optaram por cancelar a assinatura do programa Nação Rubro-Negra.

De acordo com o último balanço, o Flamengo agora conta com 112.045 sócios ativos no programa. E diante do cenário de incerteza quanto ao futuro, a tendência natural é que a onda de cancelamento persista, causando ainda mais prejuízos ao Rubro-Negro. A diretoria ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto e também não anunciou medidas para tentar conter os cancelamentos.

No cronograma montado pela diretoria, o Flamengo deu férias coletivas aos seus atletas e funcionários até o próximo dia 20. Diante da paralisação, o Rubro-Negro buscou as redes sociais para manter uma maior proximidade com os torcedores. O canal mais utilizado até aqui é o FlaTV. Existem também o "Papo Virtual" e o "Na palma da mão".

Foto: Alexandre Vidal

Mais lidas da semana