Mídias Sociais

Esporte

Flamengo coloca a mão no título após vitória de virada sobre o Internacional

Publicado

em

 

O Flamengo conseguiu uma arrancada incrível no Campeonato Brasileiro e agora tem tudo para se tornar o grande campeão. Com a vitória conquistada sobre o Internacional por 2 a 1 no último domingo, o Rubro-Negro assumiu a liderança da competição e precisa apenas de uma vitória na última rodada para levar o título. O duelo decisivo será na quinta diante do São Paulo no Morumbi.

Antes do confronto do último domingo, o Flamengo estava um ponto atrás do Inter. Com a vitória, o Rubro-Negro ultrapassou o rival e agora depende apenas de suas próprias forças para ser campeão. Já o Colorado precisa vencer o Corinthians no Beira-Rio e torcer ao menos por um empate do Fla contra o São Paulo para ser campeão.

"Eu acho que é importante quando você trabalha em um grande clube e tem possibilidade de ser campeão. Todo mundo ficou muito feliz pela vitória. Alegres, mas não eufóricos, porque ainda não acabou. Mas é super importante. Eu gostaria de botar minha foto na história. Fico lisonjeado, feliz, mas sabemos que vamos ter que trabalhar muito, ver os caminhos para este jogo. É um dia que podemos usar de motivação para o último jogo contra o São Paulo no Morumbi", disse Rogério Ceni.

O treinador também falou sobre a qualidade do elenco do Flamengo. Arrascaeta e Gabigol desequilibraram a partida. O uruguaio fez um dos gols e deu uma assistência, enquanto que o atacante marcou o gol da vitória. Para Ceni, a qualidade individual é importante, mas não supera o jogo coletivo.

"Eu não sei de nenhum time que vence pela qualidade individual. Um time defende como um todo, ataca como um todo. O coletivo sempre prevalece no individual. Não tiremos o mérito da individualidade. Mas isso aqui é o Flamengo, tem grandes jogadores. Na minha concepção de vida, o trabalho em grupo é sempre mais importante do que as individualidades. As jogadas dos dois gols foram coletivas", destacou o treinador.

Quis o destino que a decisão para Rogério Ceni caísse justamente contra o São Paulo, onde foi ídolo como jogador. Agora como treinador, ele disse querer fazer história pelo Flamengo.

"O Morumbi é inegável, faz parte da minha história. Eu tenho um respeito muito grande pelo São Paulo. Minha primeira parte da vida foi vivida lá. Agora estamos em uma nova fase. Agora quero reescrever minha história pelo Flamengo. É um time que nos fez sofrer bastante este ano, existiram derrotas doloridas para o São Paulo. Vamos para lá em busca da vitória, sempre com muito respeito", encerrou Rogério.

Foto: Alexandre Vidal

Mais lidas da semana