Mídias Sociais

Esporte

Filipe Machado é homenageado com placa no vestiário do Moacyrzão

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O vestiário do Estádio Moacyrzão recebeu no último final de semana uma placa em homenagem ao ex-jogador Filipe Machado. A cerimônia contou com a presença de amigos, do técnico Josué Teixeira e da secretária de esportes, Andreia Freitas. Além de homenagear, a ação tinha como um dos objetivos agradecer ao zagueiro pelos serviços prestados ao Macaé Esporte, clube que defendeu em 2014 e 2015. Filipe foi uma das vítimas do acidente aéreo da Chapecoense, no dia 29 de dezembro de 2016.

No período em que defendeu o Macaé, Filipe Machado ficou conhecido como um dos líderes do elenco. Carismático, o atleta conquistou o carinho da torcida com atuações seguras e a vontade apresentada dentro de campo. Um de seus principais bordões, o “sangra cavalo”, é ainda lembrado com carinho por muitos, em uma alusão a raça e aplicação dentro das quatro linhas.

Filipe Machado escreveu o seu nome na história do Macaé Esporte ao ser um dos protagonistas do maior título da história do clube, o Campeonato Brasileiro da Série C em 2014. No ano seguinte, o zagueiro recebeu uma proposta tentadora do futebol do Irã e acabou deixando o Macaé. Antes de partir, fez um vídeo emocionado com juras de amor ao clube e uma promessa: voltar a vestir a camisa do Macaé no futuro. Promessa que infelizmente não pôde cumprir.  Com tal atitude, Filipe ganhou ainda mais respeito e admiração dos torcedores macaenses. Alcançou o status de ídolo, algo que poucos conseguiram no Macaé.

“Filipe era um jogador marcante, pois era um líder positivo e se identificava muito com a cidade”, afirmou o técnico Josué Teixeira, que comandou o jogador no título do Brasileiro da Série C em 2014. Josué comandou o Macaé este ano no Carioca e agora foi anunciado como treinador do Americano.

Filipe começou a carreira em 1993 no Grêmio. Na sequência passou pelo Internacional (seu clube do coração), jogando também por Fluminense e Resende. Fora do país, passou pelo futebol da Espanha, Bulgária e Irã. Seu último clube foi a Chapecoense.

Filipe faleceu no dia 29 de novembro de 2016 no acidente aéreo da Chapecoense, que chocou o mundo. A equipe de Santa Catarina estava a caminho de Medellin, na Colômbia, para disputar a final da Copa Sul-Americana. O acidente deixou 71 mortos e apenas seis sobreviventes.

Foto: João Barreto 


 

Mais lidas do mês