Mídias Sociais

Esporte

Fernando Diniz acredita que Fluminense foi superior ao Vasco em decisão

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Bastante enaltecido após a vitória sobre o Flamengo na semifinal, o técnico Fernando Diniz foi um dos principais personagens da decisão da Taça Guanabara. No último domingo, ele manteve a postura agressiva do Fluminense, que chegou a ter um maior controle do jogo, mas não conseguiu furar a marcação adversária na derrota por 1 a 0, que deu o título ao Vasco.

Apesar da derrota e da perda do título, Fernando Diniz acredita que o Fluminense foi superior ao Vasco na decisão. “Se formos falar de desempenho e não falar de resultado, não abalou em nada. Tivemos uma superioridade maior do que contra o Flamengo, tivemos chances claras de fazer o gol e perdemos o jogo em uma bola parada. O time foi muito bem preparado, dominamos a partida. Quanto ao desempenho do time, fiquei satisfeito. No desempenho nada interferiu”, explicou o treinador na coletiva de imprensa pós-jogo.

Fernando Diniz falou também sobre o que espera para a sequência da temporada. Embora tenha elogiado o trabalho apresentado até aqui, ele acredita que o Fluminense ainda tem muito para crescer ao longo do ano. “Gostei muito do que vi. Pelo tempo que estamos juntos, o que o time fez é digno de muitos elogios. Mas a distância do que podemos melhorar é muito grande também. Quando tivermos semanas mais cheias para treinar, a melhora será acentuada”, afirmou Diniz.

Por fim, o treinador falou também sobre a polêmica envolvendo o setor sul do Maracanã. Por decisão judicial, a partida começou com portões fechados e só foi permitida a entrada de torcedores na metade do primeiro tempo.

“Sobre o que aconteceu, é uma vergonha para o futebol, para a sociedade, para as torcidas. Vergonhoso jogar uma parte da final da Taça Guanabara com o estádio vazio e depois, de repente, aparece a torcida. Espetáculo vexatório. Digno de vergonha. Para eu, que faço parte do futebol, ver isso no Rio de Janeiro é muito triste”, disse o treinador.

Foto: Lucas Merçon


 

Mais lidas do mês