Mídias Sociais

Esporte

FERJ se reúne com representantes dos clubes para discutir melhorias para o Cariocão 2019

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) realizou na última quarta-feira, dia 09, uma reunião em sua sede com os representantes de boa parte dos clubes que irão disputar o Campeonato Carioca de 2019. O objetivo do encontro foi discutir melhorias para a disputa Estadual do próximo ano.

Estiveram presentes na reunião representantes de Bangu, Boavista, Macaé, Madureira, Volta Redonda, Portuguesa, Nova Iguaçu, Goytacaz, Resende e Cabofriense, além é claro do presidente da FERJ, Rubens Lopes. Dentre os temas abordados no encontro, os presentes buscaram ideias e sugestões para alavancar a média de público do campeonato, que na edição deste ano ficou na casa de quase quatro mil torcedores por jogo, número considerado baixo.

Os envolvidos discutiram também alternativas para agilizar a emissão de laudos dos estádios, um problema recorrente no Estado e que sempre prejudica a realização das partidas não só da Série A como também das Série B1 e B2.

Em nota publicada no site da FERJ, o presidente Rubens Lopes falou sobre o encontro. “Foi a primeira reunião. Colocamos todos os pontos abordados no papel nesse pontapé inicial. Voltaremos a nos reunir para alinhar as medidas e fortalecer ainda mais a competição”, afirmou o mandatário.

Outro ponto importante abordado no encontro foi a realização da primeira fase do Carioca, também chamada de Seletiva. A ideia é que ela tenha início no mesmo ano da competição. O que acabou não acontecendo na edição deste ano, quando a Seletiva teve início no fim de 2017 e só foi encerrada no início de 2018. Os clubes junto a Federação buscam alternativas para que a primeira fase tenha início e seja concluída em 2019.

Ao menos neste primeiro momento não foram divulgadas discussões a respeito da fórmula de disputa do Campeonato Carioca, bastante contestada nos últimos anos. A própria Seletiva e a pouca valorização dos campeões da Taça Guanabara e Taça Rio são alvos constantes de críticas da imprensa, dos clubes e a da própria torcida.

Foto: Úrsula Nery

Mais lidas da semana