Mídias Sociais

Esporte

Ferj se posiciona sobre retorno do futebol

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) emitiu um comunicado na noite do último domingo (3) onde se posiciona sobre a volta do futebol. A entidade liberou os clubes para retomarem os treinos em seus centros de treinamentos durante a pandemia do coronavírus.

A liberação foi publicada após o Ministério da Saúde e o presidente Jair Bolsonaro se manifestarem a favor da volta do futebol. Por meio de comunicado, a Ferj autorizou o retorno das atividades desde que sejam cumpridos três exigências: a primeira delas pede comprometimento com a saúde e a vida alheia mediante cumprimento de diretrizes de autoridades competentes; a segunda pede obediências às determinações governamentais e a última sugere o seguimento de procedimentos e protocolos técnicos e científicos recomendados à proteção individual e coletiva.

O comunicado foi assinado pelo presidente Rubens Lopes e agora deixa a decisão de retomar ou não as atividades a cargo dos clubes. Vale lembrar que mesmo que qualquer uma das equipes escolha voltar, eles não podem treinar nos CTs pelo menos até o dia 11 de maio. Isso porque o Governo do Rio de Janeiro e a Prefeitura Municipal do Rio vetaram a liberação.

Em contato com o Globoesporte.com, a Prefeitura do Rio afirmou que é contra a autorização de retorno pois entende que esta semana será a mais preocupante na cidade com relação ao número de pessoas infectadas pelo coronavírus. Eles alertam que a curva continua crescendo de forma acentuada e que retomar as atividades neste momento representaria um grande risco.

Já o Governo do Rio de Janeiro ressaltou que as medidas restritivas no município foram prorrogadas até o dia 11 de maio. Sendo assim, ela entende que essa e quaquer outra atividade social não está autorizada. A decisão visa evitar aglomerações, algo que o governo entende que poderia acontecer com a liberação dos treinamentos.

Foto: reprodução

Mais lidas da semana