Mídias Sociais

Esporte

Eduardo Bandeira de Mello toma a frente e define situação de Barbieri no Flamengo

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Na contramão do que defendia parte da imprensa e da própria torcida, a diretoria do Flamengo contrariou as expectativas e optou por manter o técnico Maurício Barbieri. A cúpula de futebol do Rubro-Negro chegou a um consenso e optou por bancar a permanência do treinador, ao menos por enquanto.

Mesmo com o voto de confiança, Barbieri segue bastante pressionado. O treinador já não goza de tanto prestígio junto a direção do clube e os tropeços recentes direcionaram críticas a seu trabalho. Nos bastidores, há um entendimento de que o time vem apresentando um futebol abaixo de sua capacidade e que é necessária uma evolução nos próximos dias para voltar a brigar por títulos na temporada.

O treinador vem encontrando bastante dificuldade para fazer o time voltar a competir em alto nível. Barbieri ainda não definiu o centroavante e parece refém de um esquema tático já compreendido pelos principais rivais. A necessidade de se reinventar se faz necessária, uma vez que a temporada se encaminha para um momento chave e de definição nas principais competições.

Quem banca a permanência do treinador é o presidente Eduardo Bandeira de Mello. O mandatário segue acreditando no trabalho de Barbieri, acreditando que ele é a melhor opção disponível para o Flamengo no momento. Em contrapartida, há informações na imprensa que apontam pensamentos divergentes dentro da própria diretoria. Existe uma ala no clube que quer uma mudança, acreditando que isso dará uma chacoalhada no elenco, recolocando o time no caminho das vitórias. Em meio ao impasse, Bandeira toma a frente e dá mais um voto de confiança a Barbieri.

Ainda bastante pressionado, Barbieri terá a semana livre para preparar o time para o seu próximo compromisso no Campeonato Brasileiro. No domingo, dia 23, o Flamengo terá pela frente o Atlético-MG, equipe que também vem brigando na parte de cima da classificação. O confronto está marcado para às 16 horas, no Maracanã.

 


 

Mais lidas do mês