Mídias Sociais

Esporte

Dorival Jr foi o escolhido para substituir Maurício Barbieri no Flamengo

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

A novela envolvendo Maurício Barbieri e Flamengo chegou ao fim. E não foi com um final feliz para o treinador. Após assumir a liderança do Campeonato Brasileiro de forma contundente no primeiro semestre, Barbieri viu o seu futuro no clube ruir no segundo semestre, junto com o sonho do título da Libertadores e Copa do Brasil. Após duas eliminações, ele não resistiu a pressão dos bastidores e acabou demitido do Rubro-Negro. Dorival Jr foi o escolhido da direção para comandar a equipe na sequência do Campeonato Brasileiro.

O roteiro já estava traçado. Cada vez mais pressionado após a queda vertiginosa de aproveitamento no segundo semestre, a saída de Barbieri estava desenhada. Para um Flamengo que sonhava conquistar a tríplice coroa, com os títulos do Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores no primeiro semestre, bastavam eliminações para tudo cair por terra. E foi exatamente o que aconteceu. A derrota para o Corinthians foi a gota d’água para ferver o já em ebulição caldeirão da Gávea.

A torcida já pedia a cabeça do treinador desde a queda na Libertadores. Aliás, antes mesmo dela ser concretizada, com a derrota por 2 a 0 para o Cruzeiro em pleno Maracanã. Bandeira manteve o treinador, contrariando a vontade de Lomba, vice-presidente de futebol e atual candidato a presidente pela situação. Mas a improvável eliminação diante de um Corinthians ainda em formação com a chegada de Jair Ventura tornou a permanência de Barbieri insustentável. Nos bastidores, afirma-se que a decisão foi de Lomba.

A aposta da diretoria agora é que Dorival Jr traga mudanças e consiga recolocar a equipe de volta no caminho das vitórias. O contrato vai apenas até o fim deste ano. Dorival Jr terá pela frente 12 jogos do Campeonato Brasileiro. Fora do mercado, o treinador tem a chance de retomar prestígio no cenário nacional.  Tem pelo menos dois meses pela frente para justificar sua contratação e também sua eventual permanência em 2019.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo


 

Mais lidas do mês