Mídias Sociais

Esporte

Divergências colocam em risco venda de Marrony para o Atlético-MG

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Vasco está muito perto de concretizar a venda de Marrony. Ao que tudo indica, o destino do jogador deverá ser mesmo o Atlético-MG. Os clubes estão por detalhes para sacramentar a negociação, mas divergências quanto a forma de pagamento impedem o acerto entre as partes.

O Atlético-MG fez uma proposta de cerca de R$ 20 milhões pelos direitos econômicos do jogador. O Galo propôs pagar 50% deste valor no ato da compra. O restante seria pago em duas parcelas, sendo 25% agora em dezembro e os outros 25% em junho de 2021. O Vasco não concordou com os termos apresentados.

A diretoria do Cruz-Maltino, liderada pelo presidente Alexandre Campello, deseja receber a vista 75% do valor, algo equivalente a R$ 15% milhões. Esse é o principal entrave na negociação, uma vez que os dirigentes do clube mineiro não aceitaram a contraproposta do Vasco.

Diante do impasse, o staff de Marrony passou a avaliar a possibilidade de buscar uma rescisão de contrato na Justiça, por conta do atraso salarial. O Vasco está ciente dessa mobilização. Sendo assim, a diretoria acertou na última segunda-feira parte da dívida que tem com os jogadores. Pagou um mês de direito de imagem e o salário de janeiro de 2020. E, para evitar qualquer risco de perder Marrony, o staff dele foi avisado que o clube depositaria uma quantia maior na conta do atleta.Cabe lembrar que a Justiça permite que qualquer jogador possa pedir a rescisão unilateral com três meses de atraso salarial.

Foto: Rafael Ribeiro

Mais lidas da semana