Mídias Sociais

Esporte

Diretoria do Vasco se movimenta nos bastidores para evitar reviravolta política no clube

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Vasco segue vivendo dias tensos nos bastidores. Após a Justiça conceder uma liminar para anular o resultado da eleição deste ano no clube, a atual diretoria tenta nos bastidores derrubar essa liminar e se manter no cargo. A direção entrou com um recurso de agravo de instrumento, já em segunda instância, na tentativa de reverter a decisão.

A liminar foi concedida em primeira instância pela juíza Glória Heloíza Lima da Silva, da 29ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro sob a alegação de fraude no pleito. A decisão foi divulgada na última segunda-feira e desde então, três recursos já foram apresentados para tentar derrubar a liminar. Eles ainda não foram julgados e estão sob análise.

Como justificativa para derrubar a liminar, a atual diretoria alega que o texto da decisão foi tomada a partir de uma premissa equivocada, sem necessidade de urgência, e que causou ao clube um clima de insegurança jurídica e operacional. A direção alega ainda que a decisão pode trazer uma série de conseqüências, como o desmanche do elenco antes da final do campeonato, além de uma enxurrada de demandas trabalhistas, entre outros.

Caso a liminar seja mantida, a expectativa é que um novo pleito seja realizado ainda este ano, em dezembro, segundo determinação da Justiça. A nova eleição seria realizada por conta das fraldas apontadas pelo inquérito da Polícia Civil.

Em meio a um ambiente em completa ebulição, o técnico Alberto Valentim tentar acalmar os ânimos e manter o time concentrado para buscar a recuperação no Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso do Vasco pela competição será diante do Botafogo, no Engenhão.

Foto: Paulo Fernandes/Vasco


 

Mais lidas do mês