Mídias Sociais

Esporte

Conselho Deliberativo do Vasco aprova orçamento do clube para o próximo ano

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Conselho Deliberativo do Vasco aprovou nesta semana o orçamento para o próximo ano. Impulsionado pelo crescimento acima da média do sócio-torcedor, o Cruz-Maltino prevê um superávit de R$ 154 milhões, mais que o dobro de 2019, quando o orçamento foi de 72 milhões.

"O orçamento prevê uma receita na ordem de R$ 324 milhões muito em função das receitas de TV e ao crescimento do sócio-torcedor. Saímos de uma receita de R$ 260 milhões em 2018. Embora tenhamos um aumento nas receitas e os custos controlados, ainda existe um déficit, pois o endividamento é muito grande. Só de comprometimento das cotas de TV temos R$ 70 milhões", explicou Alexandre Campello, presidente do Vasco.

O curioso é que, mesmo com um bom superávit, o Vasco não descarta a possibilidade de recorrer a um empréstimo de R$ 42 milhões para manter as contas em dia. Mesmo com a injeção de receita promovida pelo sócio-torcedor, o clube opta por uma administração mais pé no chão, com responsabilidade.

Para 2020, o Vasco irá investir também em outras frentes do futebol. Um dos principais objetivos da diretoria no próximo ano, a obra de construção do novo CT prevê R$ 18,9 milhões em doações, sendo que o custo final seria de R$ 22 mi. Entre os maiores gastos estão: Superestrutura (R$ 5 mi), campos (R$ 1,5 mi), campo/estádio (R$ 1,7 mi) e parte elétrica (R$ 1,5 mi).

Foto: Rafael Ribeiro

Mais lidas da semana