Mídias Sociais

Esporte

Clássico Fla-Flu promete agitar a 8ª rodada do Campeonato Brasileiro

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Em momentos distintos e brigando por objetivos diferentes, Fluminense e Flamengo irão se reencontrar neste domingo (9) às 19h, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. O duelo promete ser a grande atração da rodada, já que ambas as equipes costumam protagonizar bons jogos desde o Campeonato Carioca.

Mandante da partida, o Fluminense chega para o duelo pressionado. O Tricolor das Laranjeiras foi eliminado no meio de semana nas oitavas de final da Copa do Brasil nos pênalties diante do Cruzeiro no Mineirão. Além disso, o time comandado por Fernando Diniz não vem fazendo uma boa campanha até aqui no Campeonato Brasileiro, estando atualmente uma posição acima de zona de rebaixamento.

O técnico Fernando Diniz pode ter um problema de última hora. Gripado e com febre, o jovem João Pedro não treinou nesta sexta e é dúvida. Ele será reavaliado pelo departamento médico tricolor. Caso não tenha condições de jogo, um provável substituto é Marcos Paulo. Outra opção que corre por fora é Brenner.

Escalado para a coletiva desta sexta, o volante Allan do Fluminense falou sobre o duelo deste domingo. “Vai ser um clássico bonito, de futebol bem jogado. Não vamos mudar muito a forma de jogar, só ajeitar algumas coisas. A estrutura não muda, mas precisamos entrar ligados. Eles têm um time muito bom na frente. Qualquer erro pode comprometer”, disse Allan.

Com um ambiente mais tranquilo em relação ao rival, o Flamengo chega para o clássico precisando da vitória para se aproximar do líder Palmeiras. O Rubro-Negro aparece na quarta posição, com 13 pontos, três a menos que a equipe paulista. O técnico recém-contratado Jorge Jesus irá acompanhar a partida dos camarotes.

Assim como o rival, o Flamengo também terá problemas para o confronto deste domingo. O Rubro-Negro não poderá contar com Cuéllar, que está a serviço da Colômbia. Quem deve assumir uma posição no meio-campo é Piris da Motta. “Essa oportunidade é muito boa para pegar uma sequência de jogo. É importante para pegar ritmo. Não é fácil jogar uma partida e ficar três, quatro no banco. Tenho muito para mostrar ao Flamengo, muito para melhorar”, declarou Piris da Motta.

Foto: Lucas Merçon

Mais lidas do mês