Mídias Sociais

Esporte

Ceni comenta vitória épica do Flamengo sobre o Bahia

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Flamengo conquistou uma vitória importantíssima no último domingo (20) no Maracanã. Mesmo com um jogador a menos desde o início da partida, o Rubro-Negro deu uma grande demonstração de força e poder de reação ao bater o Bahia, por 4 a 3. O gol da vitória saiu nos acréscimos. Os três pontos mantiveram o time carioca na caça ao líder São Paulo.

Mesmo em desvantagem numérica, o Flamengo conseguiu descer para o intervalo vencendo por 2 a 0. Na etapa final, o Bahia voltou completamente diferente e conseguiu uma improvável virada para 3 a 2. Ainda assim, o Rubro-Negro manteve a concentração para conseguir fechar o placar com um 4 a 3 já no apagar das luzes.

Rogério Ceni valorizou bastante a vitória, principalmente por conta das circunstâncias da partida. "É incrível que a partida tem 90 minutos e jogamos mais de 90 minutos com um jogador a menos. Então, foi um jogo histórico. Estar ganhando por 2 a 0, fazer um gol com um jogador a menos, tomar a virada para 3 a 2 e reunir forças psicológicas, ter força mental... As substituições que contra o Racing deram resultado por nos levar para os pênaltis, agora nos trouxeram a vitória que nos mantém vivos no Brasileiro. Ainda bem que temos uma semana para trabalhar pelo desgaste.

Ceni ainda complementou: "É uma vitória extremamente simbólica pela maneira como aconteceu.. Pedro entrou e fez gol. Vitinho entrou e fez gol. Arriscamos tudo com Diego Ribas de primeiro volante, Gerson como armador, e tudo isso com um jogador a menos. Isso é de extremo valor para gente", disse o treinador.

Com a vitória, o Flamengo subiu para a segunda posição na tabela de classificação, agora com 48 pontos. O São Paulo segue disparado na ponta, com 53. Na próxima rodada, o Rubro-Negro viaja para encarar o Fortaleza no Castelão. Já o Bahia terá pela frente o Inter na Fonte Nova.

Gérson denuncia racismo

Além da vitória, um fato que marcou a partida foi o episódio de racismo. O volante Gérson do Flamengo afirmou ter sido chamado de "preto" por Índio Ramirez, do Bahia. O técnico Mano Menezes teria feito pouco caso do episódio e chegou a afirmar que Gérson estava de malandragrem. Após a partida, o treinador do Bahia foi demitido e o jogador do time baiano foi afastado até que uma apuração mais severa seja realizada sobre o caso.

Foto: Alexandre Vidal

Mais lidas da semana