Mídias Sociais

Esporte

Cabofriense jogará a vida nas duas próximas rodadas para se manter na Série A do Carioca

Avatar

Publicado

em

 

Cada vez mais pressionada e próxima da zona de rebaixamento, a Cabofriense jogará a vida nas duas últimas rodadas da Taça Rio. O Tricolor Praiano tem atualmente quatro pontos ganhos, mesma pontuação do América, que estaria entre os rebaixados se o torneio se encerrasse hoje. Para sair dessa situação incômoda e se livrar da degola sem depender de outros resultados, a equipe de Cabo Frio precisará vencer seus dois últimos jogos.

A primeira “decisão” será diante do Bonsucesso, neste sábado, dia 09, no Estádio Correão. O adversário está na quinta posição com cinco pontos, uma acima da Cabofriense, que tem quatro. Além do fato de jogar em casa, a equipe comanda pelo técnico Eduardo Húngaro tentará tirar proveito da má fase do rival, que só venceu uma única partida ao longo de toda a competição.

Apesar da má fase do rival, é bom a Cabofriense manter o sinal de alerta ligado. Isso porque o Bonsucesso vem de vitória em casa por 6 a 1 sobre o Friburguense, o que fará a equipe chegar para o confronto decisivo com a moral elevada. Após o confronto com o Bonsucesso, o Tricolor Praiano ainda terá pela frente o duelo fora de casa com o Resende na última rodada. Cabe lembrar que o Resende é o líder do Grupo D, o “Grupo da Morte”, com 12 pontos e, muito provavelmente, entrará na rodada final precisando do resultado para assegurar sua classificação para a semifinal da Taça Rio.

A campanha até aqui não é das melhores. Em cinco jogos na Taça Rio, a Cabofriense soma três derrotas, um empate e apenas uma vitória. O técnico Eduardo Húngaro tem encontrado dificuldade para manter o bom nível de atuação da equipe. A pressão sobre o elenco é grande. Tanto que nesta semana, membros de uma torcida organizada foram ao treino para cobrar os jogadores. A equipe agora tem dois jogos pela frente para ao menos se manter na Série A, já que o time não tem mais chances de classificação para as semifinais.

Sérgio Barcellos

Mais lidas da semana