Mídias Sociais

Esporte

Botafogo terá mais uma pedreira pela frente nesta quarta-feira

Publicado

em

 

Vivendo uma fase turbulenta dentro e fora de campo, o Botafogo terá pela frente mais um grande desafio nesta quarta-feira (25) pelo Campeonato Brasileiro. O Alvinegro vai até Minas para encarar o Atlético-MG, do argentino Jorge Sampaoli. A partida será disputada às 21h30, no Mineirão.

Na vice-lanterna da competição e lutando contra o rebaixamento, o Botafogo terá pela frente nada mais nada menos que o líder do Brasileirão. Além da excelente campanha, o Galo tem como uma de suas principais características o fato de ser muito forte dentro de casa. Uma demonstração disso foi a goleada por 4 a 0 sobre o Flamengo no mesmo Mineirão no início deste mês.

O Atlético-MG vive um bom momento na competição e quer a vitória no Mineirão para manter a ponta por mais uma rodada. Já o Botafogo ainda busca se encontrar no Brasileirão. Vivendo dias turbulentos, o Alvinegro tenta se adaptar o mais rápido possível ao novo treinador, o também argentino Ramón Díaz. O treinador está no início do trabalho no time carioca e ainda bem buscando acertar o time.

Auxiliar de Ramón, Emiliano Díaz falou sobre o momento conturbado vivido pelo Botafogo neste Campeonato Brasileiro.

"Sabíamos que a situação era complicada quando chegamos aqui. E que seria necessário trabalhar em todos os aspectos táticos, físicos, psicológicos. Então, o único que resta é trabalhar, trabalhar. Acredito na nossa capacidade, na nossa forma de trabalhar. Falar pouco e trabalhar muito. Principalmente pelo Botafogo, que confiou em nós. Não tenho dúvida que vamos sair dessa", enfatizou o auxiliar.

Emiliano também revelou uma projeção da comissão técnica para evitar o rebaixamento no Campeonato Brasileiro e ficar em uma situação mais tranquila na tabela.

"Sabemos que não temos tempo, que temos que ganhar oito de 17 partidas para ficarmos tranquilos. O objetivo que estamos buscando. E vamos conseguir, não tenho dúvida. É falar pouco e trabalhar muito. Sabíamos que seria difícil desde o primeiro momento. Acreditamos no nosso elenco e há que ter otimismo. Nesse momento se mostra quem é homem. Vamos dar o máximo da nossa parte", encerrou o auxiliar.

Foto: Vitor Silva

Mais lidas da semana