Mídias Sociais

Esporte

Barbieri rompe o silêncio e fala sobre momento de pressão enfrentado no Flamengo

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Em uma semana que viu o seu nome estar no “olho do furacão”, o técnico Barbieri se manteve em silêncio até então. Mas nesta quinta-feira (20), o treinador rompeu o silêncio e concedeu entrevista coletiva no Ninho do Urubu. Barbieri não fugiu das respostas e falou com os jornalistas sobre o momento de pressão vivido por ele nos últimos dias.

“O Flamengo tem pressão em qualquer circunstância e momento. Todo profissional aqui tem que estar preparado para lidar com isso. Desde o início é assim. Estamos fazendo o trabalho da melhor maneira possível. A vontade de entregar o trabalho da melhor forma possível é muito maior do que qualquer pressão. A pressão é inerente em um clube do tamanho do Fla. Quem está aqui tem que estar apto para conviver com isso. O meu objetivo e dos jogadores é entregar os resultados que a torcida espera”, afirmou o treinador.

Barbieri teve o seu trabalho colocado em cheque após a atuação do Flamengo no clássico com o Vasco no último final de semana. A diretoria do Rubro-Negro chegou a se reunir e optou por dar um voto de confiança e manter o treinador no cargo até segunda ordem.

“Qualquer profissional que trabalhe num clube desse tamanho tem que estar preparado para pressão. Desde o início fui cobrado por resultados, e estou aqui porque entreguei. Temos a confiança dos jogadores. Hoje sou treinador do Flamengo e me sinto preparado para treinar o time e ajudar a reencontrar o caminho que desejamos”, completou Barbieri.

Por fim, o treinador falou também sobre o confronto contra o Corinthians, na próxima quarta-feira (26). “Não me imagino fora do Flamengo na semi contra o Corinthians, porque minha preocupação é hoje. Preparar minha equipe para o jogo contra o Atlético. Oscilou também. No futebol temos 3 resultados e qualquer um pode acontecer. Depois do jogo o que vai acontecer eu não posso dizer. Pensar no Atlético e depois pensar no Corinthians”, encerrou o treinador.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo


 

Mais lidas do mês