Mídias Sociais

Esporte

Autuori fala sobre trabalho no Botafogo e clássico deste sábado pelo Carioca

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O técnico Paulo Autuori concedeu entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (6). O teor da conversa foi o clássico deste sábado diante do Flamengo, pela 2ª rodada da Taça Rio. O treinador falou sobre a expectativa da equipe para a partida e também do desafio de parar o time do Flamengo, que vive grande fase na temporada.

Autuori vê o clássico como muito importante para o futuro de ambas as equipes, mas fez questão de lembrar também que o resultado da partida não pode servir de parâmetro para a sequência do trabalho. "Tem-se a ideia de que quando ganha clássico as coisas melhoram. Acho que as coisas têm que acontecer de forma espontânea. Temos que preocupar em subir e fazer com que retrocessos bruscos não aconteçam", explicou o treinador.

Ainda tentando implantar o seu estilo de trabalho no Botafogo, Autuori também foi questionado por jornalistas sobre quanto tempo um profissional precisaria para conseguir colocar em prática suas ideias e fazer com que os jogadores assimilassem a forma de jogar que o treinador quer passar.

"Achamos que 10, 20 dias são suficientes para alterar algo para o jogo, esquecemos que é mais que isso. A equipe precisa criar comportamentos e isso só é possível com treinos e jogos. Quero que a cada jogo possamos caminhar rumo aquilo que pensamos em fazer como equipe", disse Autuori.

O treinador também foi questionado sobre a força do Flamengo e se seria possível baté-los agora no sábado. "Acho que é discussão para a mídia. O que o Flamengo seria nas ligas europeias acho um grande absurdo. Eu vivo de realidade e não de se. Que é uma equipe forte é indiscutível. Enfrentá-los hoje é difícil, mas tenho falado que o importante é coragem e fazer aquilo que estamos treinando. Um clássico pesado independentemente do momento. Qualquer vitória é fundamental", encerrou o treinador.

Foto: Vitor Silva

Mais lidas da semana