Mídias Sociais

Esporte

Atleta macaense vem ganhando cada vez mais destaque em campeonatos de motocross pelo Brasil

Avatar

Publicado

em

 

Uma verdadeira “fera” vem roubando a cena em campeonatos de motocross pelo Brasil afora. E ela atende pelo nome de Miguel Piersanti. O atleta tem hoje 14 anos, mas apesar da pouca idade, ele já soma inúmeras conquistas em seu currículo tanto no motocross quanto no kart. A última vitória veio na corrida de Santa Maria Madalena, no início deste mês.

A paixão pelo esporte está presente desde cedo na vida de Miguel. Já aos 2 anos de idade, andava de bicicleta sem o auxílio das tradicionais “rodinhas”. Aos 5, teve a sua primeira moto, uma 50 cilindradas popularmente conhecida como panda. A partir daí, a paixão pelo motocross só cresceu e ele passou a competir oficialmente em 2009. Mais ou menos neste período, conquistou o Campeonato Estadual de Motocross pela LEMERJ (Liga Esportiva de Motociclismo do Estado do Rio de Janeiro) em 2010. Na sequência, foi campeão invicto de Supercross pela FEMERJ (Federação de Motociclismo do Rio de Janeiro) em 2011, tendo também conquistado inúmeros títulos na mesma temporada.

“O Miguel sempre gostou do esporte. Muitos pensam que ele começou por influência minha, mas não. Sempre foi algo que ele escolheu fazer. Quando eu o levava nas provas ele sempre mostrou vontade de competir. O que me deixa mais tranquilo é que o Miguel sabe seus limites e com os equipamentos certos o risco é bem menor. Ele adora o que faz”, contou o Fernando Piersanti, pai de Miguel.

Em setembro de 2011, após o acidente fatal com o campeão brasileiro de Supercross, o piloto Swian Zanoni, seu conhecido e ídolo, Miguel decidiu se afastar por um tempo do motocross, mas não deixou de lado a paixão por velocidade. Miguel partiu então para o kart.  Em 2012, na categoria cadete, o jovem atleta foi campeão carioca de kart, tendo conquistado também o título do Campeonato de 4 Tempos, Campeonato Sul Fluminense e Campeonato Serrano.

Em 2015, Miguel voltou a se dedicar ao motocross e os títulos voltaram a fazer parte de sua rotina. Conquistou a corrida de Santa Maria Madalena, na categoria até 80 cc (cilindradas), a corrida de Córrego do Ouro, onde foi 1º na 80 cc e 2º na categoria MX2. No mesmo ano, ele ficou com o lugar mais alto do pódio também em Saquarema, novamente na 80 cc.

De lá para cá, ele seguiu competindo e acumulando troféus. Agora em 2016, além do primeiro lugar em Santa Maria Madalena no início do mês, ele também faturou as corridas de Saquarema, São Sebastião do Alto e Conceição de Macabu. Sua meta agora é seguir acumulando conquistas pelo país, nas competições que disputará no segundo semestre.

Sérgio Barcellos

Foto Divulgação

Mais lidas da semana