Mídias Sociais

Esporte

Atleta leva o nome de Macaé ao lugar mais alto do pódio no Arnold Classic South América

Avatar

Publicado

em

 

Sérgio Barcellos

Um esporte não tão comum entre os macaenses levou o nome da cidade ao lugar mais alto do pódio em São Paulo no último final de semana. Trata-se da calistenia, uma modalidade com exercícios que utilizam o peso corporal. Representando o município na competição, o estudante Thalles Barbosa faturou o 1º lugar na modalidade no Arnold Classic South América, realizado nos dias 21, 22 e 23 no Transamérica Expo Center. O torneio é considerado o maior evento multiesportivo da América Latina e contou com a presença de 10 mil atletas, divididos em 37 modalidades.

Nascido na Tijuca, Thalles se mudou para Macaé aos dois anos de idade. Hoje com 16, ele comemora o título conquistado no último final de semana com sua equipe, a Ahueyobarz, que conta também com os argentinos Cristian Alvarez e Hongo Martinez Eam.

“Primeiramente obrigado a todos que nos apoiaram e torceram. JP Sucesso e seu tio Alexandre, ao Vítor Cordeiro e à família. Obrigado também pela recepção do atleta Thiago Tavares de Sá. Todas as equipes estavam muito bem. Sábado foi um dia de glória, quando minha equipe e eu fomos vencedores do campeonato organizado por Pedro Mazzon, da calistenia Brasil”, agradeceu o atleta.  

Thalles também deixou agradecimentos especiais a pessoas que fizeram a diferença para a conquista. “Obrigado por estarem comigo, Hongo e Cris, vocês são imbatíveis e de uma simplicidade incrível. Nossas amizades e consideração permanecerão por muito tempo. Sou grato ao meu tio e empresário Márcio Barboza, que me proporcionou tudo de bom e de melhor nessa caminhada. A maior batalha de todas é você contra você mesmo”, afirmou.

Thalles iniciou na modalidade aos 15 anos por influência do seu tio avô Orleandro Dias. Outro que influenciou sua escolha pela calistenia foi João Bosco, praticante da modalidade. Desde então, Thalles vem se dedicando aos treinamentos e colhendo excelentes resultados. A expectativa agora é se dedicar ainda mais com o objetivo de participar de competições fora do Brasil. O atleta também reveza seu tempo entre os treinamentos com o curso técnico de Meio Ambiente no Instituto Federal Fluminense (IFF), em Macaé.

 

Mais lidas da semana