Mídias Sociais

Esporte

Após reformulação, Botafogo fará a sua estreia no Campeonato Carioca nesta quarta

Publicado

em

 

De cara nova, o Botafogo fará a sua estreia no Campeonato Carioca nesta quarta-feira (3) diante do Boavista, às 18 horas, no Engenhão. O Alvinegro vem passando por um grande processo de reformulação que vai desde a troca de comando até mesmo a montagem do elenco. Nesta quarta teremos uma prévia do que a diretoria vem preparando para 2021.

Uma das mudanças está no treinador. Barroca foi demitido, Lúcio Flávio assumiu e agora a diretoria definiu um novo comandante. O escolhido foi Marcelo Chamusca. Aos 54 anos, ele é conhecido por ser o primeiro treinador a conseguir o acesso em todas as divisões do Campeonato Brasileiro. Em 2013, subiu da D para a Série C com o Salgueiro, em 2016 subiu o Guarani da C para a B e em 2017 conseguiu o acesso com o Ceará da B para a Série A.

Além do treinador, chegaram também três reforços até aqui. São eles: o atacante Ronald (que assinou contrato de dois anos), o volante Pedro Castro (já tem o nome publicado no BID) e o goleiro Douglas Borges, de 30 anos e que firmou um contrato de uma temporada.

Além dos que chegaram, o Botafogo vem negociando em diversas frentes com outros jogadores. Para surpresa de alguns, um dos alvos é o zagueiro Joel Carli. O Alvinegro tenta também um acordo com o atacante Marcinho que defendeu o Goiás na última temporada. O clube também está de olho em Felipe Ferreira, que pertence ao Ferroviária. O atleta já atuou com Chamusca no Cuiabá.

Outro nome no radar do Botafogo é Matheus Frizzo. O clube está perto de fechar sua contratação. O jogador pertence ao Grêmio e disputou a Série B pelo Vitória. O lateral-direito Jonathan do Coritiba também está na mira. Ele tem contrato com o Coxa até o fim deste mês. Outro alvo é o zagueiro Gilvan. O atleta tem contrato com o Atlético-GO até março deste ano.

A reformulação do elenco passou também pela saída de vários jogadores. Entre eles estão os atacantes Pedro Raul, Lucas Campos e Éber Bessa. O volante Cícero, junto com Helerson, Rentería e Kelvin. Saulo, Victor Luís e Angulo também saíram. O trio tinha contrato somente até fevereiro deste ano. Outras saídas confirmadas também foram dos medalhões Salomon Kalou e o japonês Keisuke Honda.

Foto Vitor Silva

Mais lidas da semana