Mídias Sociais

Esporte

Adriano de Souza supera Buchan na final e conquista o título da etapa brasileiro do Mundial de Surf

Publicado

em

 

A Praia de Itaúna em Saquarema ficou pequena para a festa da torcida brasileira. Contrariando todas as expectativas e previsões meteorológicas, o mar apresentou boas condições e com isso foi dada a sequência a etapa brasileira do Mundial de Surf. Após uma disputa eletrizante e com emoção até os segundos finais, Adriano de Souza, o Mineirinho, bateu o australiano Adrian Buchan e faturou o título da competição.

O dia de competição em Itaúna foi aberto pela disputa entre o brasileiro Wiggolly Dantas e o australiano Joel Parkinson. Após liderar boa parte da bateria, o brasileiro acabou eliminando no fim, com uma derrota por 16.00 a 14.16 no somatório geral. A segunda bateria era uma das mais aguardas do dia. E com toda certeza, foi a mais emocionante.

Na segunda bateria, um confronto de brasileiros. De um lado o campeão mundial de 2014 Gabriel Medina. Do outro, a grande revelação e sensação da competição Yago Dora. Os dois travaram uma disputa alucinante. Faltando cerca de 20 segundos para o fim, Yago liderava a bateria. Medina tinha a prioridade e arriscou. Conseguiu uma manobra impressionante, com um aéreo muito alto e saiu do mar comemorando. A essa altura, Gabriel vencia a etapa. Só que o mais impressionante veio a seguir. Faltando 3 segundos para o fim, Yago arriscou todas as fichas. Conseguiu tirar um aéreo da cartola e a virada já com o cronômetro estourado. Vitória de Dora por 15.67 a 14.83.

Já nas quartas de final, Dora voltou a aprontar das suas. Em uma bateria extremamente equilibrada, ele bateu o tricampeão mundial Mike Fanning, por 12.44 a 12.34. Mais uma façanha para a jovem promessa que já havia eliminado o atual campeão mundial John John Florence e Gabriel Medina. Adriano de Souza seguia firme. O Mineiro passou pelas quartas sem grandes dificuldades, com uma vitória por 18.50 contra 11.00 do australiano Joel Parkinson.

A semifinal foi entre brasileiros. Consistente em toda a etapa, Adriano de Souza conseguiu segurar a empolgação de Yago Dora, que vinha triturando todos que cruzavam seu caminho. Com uma boa série de manobras, Mineirinho despachou a zebra brasileira e se garantiu na final contra o australiano Adrian Buchan.

Adriano de Souza entrou como favorito na decisão. E não deixou por menos.  Abriu a final com uma nota de 7.50, jogando pressão sobre o rival. Buchan conseguiu um 5.83, mas seguiu atrás. Mineirinho ampliou a vantagem com um 7.83 e o título parecia decidido. Parecia. Adrian arrancou um 9.20 mágico da cartola. Uma onda excelente. O australiano fez um 8.03 na sequência e passou a frente. Foi quando brilhou a estrela de Adriano. Com uma sequência de manobras perfeitas, ele conseguiu um impressionante 9.80 dos jurados. A essa altura o australiano precisava de um 8.44. Mineirinho tinha a prioridade e abusou disso. Não deixou o adversário surfar sua última onda e venceu apertado, por 17.63 contra 17.23, já descartando as notas mais baixas. Festa e explosão da torcida brasileira em Saquarema.

Sérgio Barcellos

Foto: divulgação WSL

Mais lidas da semana