Mídias Sociais

Esporte

Abel Braga encara polêmica e abre o jogo sobre “acusação” de ser retranqueiro

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Bastante criticado após a eliminação do Flamengo diante do Fluminense na semifinal da Taça Guanabara, o técnico Abel Braga foi classificado pela torcida e também grande parte da imprensa como um técnico retranqueiro e que joga muito defensivamente. Em conversa com o Globoesporte.com, o treinador falou pela primeira vez sobre o assunto desde a derrota no clássico.

“Sou um cara que não jogo defensivamente, isso aí é uma grande mentira. Tanto que estamos jogando com Vitinho, com Bruno Henrique, com Gabriel. Já jogou Gabriel com Uribe, Gabriel com Arrascaeta mais o Dourado, depois entrou o Berrío, não tem nada disso”, afirmou o treinador.

Uma das principais fontes de críticas na época era que o Flamengo teria deixado o Fluminense com a bola para jogar no contra-ataque. Tal postura foi muito mal vista pela imprensa e também torcida, principalmente pela qualidade dos jogadores que o treinador tem a sua disposição.

Abel negou tal estratégia e utilizou números para sustentar sua tese de que joga de forma ofensiva na maior parte do tempo.  “Jogo com um jogador que apoia por trás, claro que é o municiador, mas ao mesmo tempo é o melhor recuperador que é o Cuéllar, mas jogo com o Arão saindo, com o Diego saindo, com esses quatro homens atrás do atacante, ou seja, mais o Arrascaeta e o Vitinho e o Bruno Henrique, colado no Gabriel. E estou conseguindo fazer os caras do lado fazerem gol. O Bruno já fez dois gols, o Vitinho também. Os meus atacantes já fizeram mais gols até a sétima rodada do campeonato do que em todo o campeonato passado”, justificou Abelão.

Foto: Alexandre Vidal

 

Mais lidas do mês