Mídias Sociais

Destaque

Petrobras recebe licença para dragar Porto de Imbetiba

Avatar

Publicado

em

 

Anúncio foi feito ao final do ano. A empresa petrolífera não anunciou o início da obra

 

 

 

 

Uma boa notícia que acabou escondida dos noticiários foi a licença ambiental que o Ibama concedeu à Petrobras, para iniciar a dragagem do porto de Imbetiba, em Macaé. A empresa petrolífera não anunciou ainda nem a data ou mesmo o montante dessa obra. Mas, de altamente positivo na informação é que a dragagem permitirá a entrada de embarcações de maior porte - que exigem um calado maior – e consequentemente Macaé passa a e atuar até mesmo em áreas do pré-sal.

A licença ambiental concedida na última semana de 2018 permitirá aumento da profundidade no Porto da Imbetiba. Atualmente, o porte oferece um calado na faixa entre 6 à 7 metros de profundidade, o que dá condições de algumas embarcações operarem e fazer atracações. Com a autorização, o local após a conclusão da obra poderá chegar a uma profundidade até 9,5 metros, dando novas possibilidades operacionais para o porto. Novas embarcações de maior porte poderão operar também na região depois que o empreendimento for concluído.

A estatal mostra indicações claras de que deseja atuar mais forte no campo offshore e as cidades que compõem estas regiões produtoras. O porto também servirá de apoio à operações do pré-sal a partir de 2019, fazendo a Macaé retornar a disputa do mercado nacional de óleo e gás. Tudo indica, tomando como base as operações da Petrobras, haverá uma concentração maior de embarcações e logística marítima.

Em paralelo, o Terminal Portuário de Macaé (Terpor) está embargado graças a uma ação aberta de uma organização ambiental paulista contra a construção do porto na cidade, empreendimento  geraria mais de 10 mil empregos na cidade e  começaria até o segundo semestre de 2019.

 

Tânia Garabini

Mais lidas do mês