Mídias Sociais

Destaque

Marinha abre concurso para preencher mil vagas de aprendizes marinheiros

Avatar

Publicado

em

 

Na Região dos Lagos, as provas acontecerão na Base Aérea Naval de São Pedro

 

 

 

A Marinha do Brasil está com edital de concurso público aberto para admissão nas Escolas de Aprendizes Marinheiros, em todo o Brasil. São oferecidas mil vagas, apenas para candidatos do sexo masculino e os interessados podem se inscrever até o dia 13 de fevereiro. A taxa de inscrição é de R$ 42,00. As datas das provas ainda não foram definidas. Na Região dos Lagos, vão acontecer na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia (Rua Comandante Ituriel, s/nº, bairro Fluminense).

Há oportunidades disponíveis para as áreas de eletroeletrônica, apoio e mecânica. Podem se inscrever brasileiros natos ou naturalizados, que não sejam casados e não tenham constituído união estável (e que permaneçam nessa condição durante todo o período de formação), que tenham 18 anos completos e menos de 22 anos completados, antes do primeiro dia de janeiro de 2020. Também é preciso ter idoneidade moral; estar em dia com as obrigações do Serviço Militar e da Justiça Eleitoral; não ser réu em ação penal nem ter sido nos últimos cinco anos; não ser responsabilizado por ato lesivo ao patrimônio público; e não ser condenado em processo criminal com sentença transitada em julgado.

Além da prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com 50 questões de conhecimentos gerais de Matemática, Português, Ciências (Física e Química) e Inglês, os candidatos passarão pelas etapas de verificação de dados biográficos, avaliação psicológica, checagem de documentos, inspeção de saúde e teste de aptidão física, realizadas entre de junho e agosto desse ano. Os classificados terão a sua formação militar realizada em quatro unidades da Marinha, a mais próxima do Estado do Rio é a Escola de Aprendizes-Marinheiros do Espírito Santo (EAMES), em Vila Velha. O curso gratuito acontece sob regime de internato, com duração de um ano letivo de 48 semanas.

Tânia Garabini

Mais lidas do mês