Mídias Sociais

Destaque

Rios Macaé, das Ostras e Lagoa de Imboassica recebem análise de recursos hídricos 

Publicado

em

 

Foram coletadas amostras em pontos de superfície e também subterrâneos.

O Comitê de Bacia Hidrográfica dos rios Macaé e das Ostras realizou, nesta semana, a primeira campanha de coletas para análise de recursos hídricos da região. Foram monitorados pontos da Reserva Biológica União, que abrange trechos de Rio das Ostras, Casimiro de Abreu e Macaé, e também do rio e da lagoa Imbossica, em Macaé.

A empresa Oceanus foi contratada pelo Consórcio Intermunicipal Lagos São João, entidade delegatária do Comitê de Bacia, para fazer a coleta e análise da água.  Foram coletadas amostras de oito pontos na REBIO União, sendo quatro em superfície (rios e riachos) e quatro subterrâneos, além de quatro trechos distintos do Rio Imboassica e cinco pontos da Lagoa Imboassica.

O presidente do Comitê de Bacia, Rodolfo Coimbra, afirma que este trabalho se torna ainda mais importante no momento em que universidades e institutos de pesquisa estão sofrendo cortes em seus orçamentos, o que acaba prejudicando as pesquisas.

"O inicio do monitoramento destes corpos hídricos vem em bom momento, uma vez que nossos parceiros que tradicionalmente realizam tais monitoramentos, como universidades públicas e institutos federais, estão sofrendo com cortes orçamentários drásticos, o que vem inviabilizando a continuidade das pesquisas, projetos de extensão e inovação regionais", diz Rodolfo.

Ele frisa que o monitoramento é essencial para a definição de políticas públicas voltadas à conservação dos recursos hídricos, evitando o colapso de áreas naturais na região. "Precisamos desmistificar que o monitoramento só gera dados para a academia, além da ideia de que a Lagoa Imboassica é o ecossistema regional mais monitorado regionalmente. Dar continuidade ao monitoramento e incluir novas avaliações vai contribuir com as tomadas de decisão para a preservação dessas áreas", explica Rodolfo. O resultado das análises será fornecido em até 60 dias.

Mais lidas da semana