Mídias Sociais

Destaque

Retrospectiva 2017: Uma “febre” que deixou o estado do Rio de Janeiro em alerta

Avatar

Publicado

em

 

Vinte e sete casos da doença foram registrados no estado. Em municípios do interior, como Casimiro de Abreu, Macaé, Santa Maria Madalena (Região Serrana), entre outros, mortes ocorreram em virtude da doença.

 

Em 2017, a febre amarela, que no século passado estava erradicada, voltou a assustar com inúmeros casos registrados em vários estados brasileiros.

No estado do  Rio de Janeiro, segundo a Secretaria Estadual de Saúde, 27 casos da doença foram registrados. Em cidades do interior, como Casimiro de Abreu, onde  as primeiras ocorrências surgiram, Macaé, Santa Maria Madalena (Região Serrana), Nova Friburgo (Região Serrana), Silva Jardim, São Pedro da Aldeia (Região dos Lagos),  Porciúncula e Maricá, pessoas morreram em virtude da doença.

No dia 29 de junho, a Prefeitura de Macaé confirmou o quinto caso de febre amarela na cidade, em que um jovem de 28 anos, morador do Distrito de Córrego de Ouro, na região serrana, contraiu a doença em maio.

Segundo o órgão estadual, que recentemente divulgou os números referentes à doença, em cidades do interior e região serrana, são os casos:

7 casos em Casimiro de Abreu (1 óbito)

1 caso em São Fidélis

1 caso em São Pedro da Aldeia (Região dos Lagos) em que o paciente contraiu a doença em viagem à zona rural de Casimiro de Abreu

2 casos em Porciúncula (Campos dos Goytacazes – dois óbitos)

1 caso em Maricá, sendo um óbito (área rural do município)

5 casos em Macaé, sendo dois óbitos

2 casos - Silva Jardim, sendo um óbito

1 caso em  Santa Maria Madalena, sendo um óbito

1 caso em  Cachoeiras de Macacu

1 caso em  Niterói* - (*paciente contraiu a doença em Maricá)

1 caso  em  São Gonçalo* - (*paciente contraiu a doença em Maricá)

1 caso  em Bom Jesus do Itabapoana

1 caso em  Nova Friburgo, sendo um óbito (*paciente contraiu a doença em viagem a Casimiro de Abreu)

1 caso em Conceição de Macabu

1 caso em Guapimirim

Macacos encontrados mortos na região

Ainda segundo os números da Secretaria Estadual de Saúde, em nove localidades da região, foram encontrados macacos mortos com casos confirmados de febre amarela. São as cidades: São Sebastião do Alto, Campos dos Goytacazes, Maricá,  Carmo, Rio das Flores, Macaé, Petrópolis, Macuco e Santa Maria Madalena.

Desde o início de 2017, a Secretaria de Estado da Saúde informou que vem adotando medidas preventivas e, antes meses de registrar os primeiros casos no território fluminense, a SES iniciou a criação de cinturões de bloqueio, recomendando a vacinação contra a febre amarela, principalmente em cidades de divisa com Espírito Santo e Minas Gerais, consideradas áreas de risco para a doença.  O órgão estadual informou ainda que atualmente a campanha de vacinação contra a febre amarela acontece em todos os 92 municípios do estado, com o objetivo de vacinar todo o público-alvo do estado contra a doença.

Além disso, após a solicitação da SES feita no início deste ano ao Governo Federal, a vacina passará a fazer parte do calendário de rotina no RJ a partir do ano que vem.

Daniela Bairros

Mais lidas da semana