Mídias Sociais

Destaque

Proposta pelo vereador Robson Oliveira, CPI da Cedae começa a convocar envolvidos em Macaé

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Investigação toma corpo no momento em que a problemática de falta d'água em Macaé precisa ser resolvida.

O vereador Robson Oliveira vem debatendo o assunto “Cedae” há algum tempo na Câmara Municipal de Macaé, devido à instabilidade e precariedade no serviço prestado à população. Como radialista, Robson  se depara diariamente com centenas de reclamações referentes ao serviço prestado pela Companhia Estadual de Água e Esgoto (Cedae) por parte dos ouvintes de seu programa de rádio.

No papel de vereador e com pouco mais de um ano de mandato, atendendo aos apelos do povo e com o intuito de fazer um levantamento sobre os serviços prestados pela Cedae ao município, Robson decidiu iniciar uma caminhada em busca de respostas e reivindicou em plenário a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara Municipal de Macaé.

No dia 4 de setembro deste ano, a CPI foi aprovada por unanimidade em sessão legislativa para que o contrato existente entre Cedae e Prefeitura de Macaé, fosse investigado. O vereador, autor do projeto e presidente da CPI, Robson Oliveira, visitou os pontos de captação e distribuição de água da cidade muito antes da proposta de instauração da CPI e constatou problemas sérios em todo o maquinário, equipamentos sucateados, além de questões de manutenção e estrutura precárias.

"Esta é uma responsabilidade do município, já que a população é diretamente afetada e prejudicada com o mau serviço prestado pela empresa, que inclusive, passará a cobrar as contas de água com 5% de aumento a partir de outubro. O intuito da investigação é saber que tipo de investimento é feito pela Cedae no município já que ninguém tem água nas torneiras e mesmo assim ninguém sabe o motivo pelo qual esse aumento será aplicado. Estive pessoalmente nos locais e vi de perto a real situação", disse o vereador.

Através da CPI, as partes envolvidas serão ouvidas por meio de convocação para que sejam esclarecidas as dúvidas e críticas pontuais da população, como: Por que não chega água nas casas das pessoas? Que tipo de investimento a concessionária fez na captação e distribuição de água na cidade ao longo dos anos? Além disso, a questão da cobrança indevida deverá ser explicada, já que o povo paga pelo que não consome. Com edital já publicado, reunião definiu membro relator da CPI da Cedae e convocação das partes será feita.

Durante uma reunião realizada nesta segunda-feira (23), o vereador Robson Oliveira, presidente da CPI da Cedae em Macaé, reuniu parlamentares para tratar sobre a publicação do edital que vai investigar o contrato firmado entre a Companhia que abastece a água da cidade e a Prefeitura Municipal de Macaé. Na ocasião, foi decidido que o vereador Cristiano Gelinho, vai compor o grupo como membro relator da CPI. A partir de agora, serão convocadas as partes para darem explicações à população e ao Legislativo, entre eles, fiscais de contrato da Cedae, outros representantes da concessionária e Prefeitura.

"O povo vem pagando a conta do descaso da empresa e não é justo simplesmente cruzar os braços. A investigação vai apurar tudo que envolve a água em nossa cidade. Hoje tivemos um grande avanço na reunião, o processo está tomando corpo e forma em busca da solução, contando com o apoio dos meus pares no legislativo e de profissionais especializados para averiguar com imparcialidade todo esse processo", frisou o presidente da CPI.

Mais lidas da semana