Mídias Sociais

Cultura

Projeto “Quintas no Museu” começa nesta quinta-feira (18) em Macaé

Daniela Bairros

Publicado

em

 

A iniciativa acontecerá sempre às quintas-feiras, no Solar dos Mellos, museu da cidade, das 14h às 18h, no Centro.

Daniela Bairros

O projeto “Quintas no Museu”, criado pela Secretaria de Cultura de Macaé, começa nesta quinta-feira (18) no Solar dos Mellos, museu da cidade. A iniciativa acontecerá sempre às quintas-feiras, das 14h às 18h, localizado na Rua Conde de Araruama, 248, no Centro.

A primeira oficina do projeto será a Handmade (feito à mão) nos jardins do solar.  Para participar desta ação gratuita não é preciso inscrição prévia. Basta levar a curiosidade ou os trabalhos artesanais que estejam confeccionando para trocar experiências com artesãos dos diversos grupos da cidade, artistas plásticos e outros das áreas de designer e de criação de produtos. Será uma oportunidade para adquirir novos conhecimentos e também de comprar objetos artesanais locais e apreciar boa música.

O projeto foi iniciado no dia 27 de setembro já com a participação de 35 artesãos de diversos grupos da cidade, quando a proposta foi apresentada.  Segundo o secretário de Cultura, Thales Coutinho, a maioria dos profissionais está cadastrada por meio de parceria com a Secretaria de Estado de Cultura. “Daremos sequência à ‘Oficina de Handmade’ promovendo as de ‘Desing de Produtos’, ‘Como precificar suas peças?’, ‘Embalagens que valorizam suas vendas’, ‘Como fazer etiquetas?’, ‘Fotografia de peças para vendas na internet’, entre outras relacionadas ao Handmade” . Ainda de acordo com Coutinho, o museu também passa a ser um local para exposição e venda dos produtos artesanais de Macaé e um espaço cultural de convivência.

A Oficina de Handmade busca aprimorar o conceito do trabalho artesanal, unindo os grupos de artesãos, ateliês, artistas individuais e pessoas que desejam aprender ou aprimorar os seus conhecimentos num só local, unindo ideias.

Uma das produtoras do evento, Cláudia Barreto, afirmou que histórias de vida, experiências de sucesso e mesmo até aquelas que não foram tão boas assim, serão compartilhadas durante a oficina. “Será uma oportunidade para descobrirmos, junto a especialistas, o porquê não foram bem-sucedidas. Este será o nosso ponto de encontro. O museu se transforma em laboratório a céu aberto. Em outra fase, vamos também registrar as histórias de vida de cada um dos participantes deste processo com o objetivo de formar um banco de dados de memórias”, frisou .

Após o encerramento da oficina, às 18h, os jardins do museu se tornarão espaço para exposição e venda de produtos artesanais e também para apreciação da boa música da Escola Municipal de Artes Maria José Guedes (Emart). O público poderá ainda lanchar e apreciar doces e cafés nas barracas e bikefoods dos microempreendedores individuais que participarão do evento.  A proposta é a promoção de cultura e de entretenimento aliada à geração de trabalho e renda.

Além disso, os visitantes participarão da exposição "Celebrando a Educação nos Museus – Tempo, linguagens e memórias" e as salas de acervo do Solar dos Mellos para conhecer um pouco mais sobre a história do município. Outras informações pelo telefone 2759-5049.

Crédito:  João Barreto


 

Mais lidas do mês