Mídias Sociais

Cultura

Neste sábado (10), bairro Ajuda, em Macaé, recebe ônibus teatro do projeto 1001 Espetáculos

Daniela Bairros

Publicado

em

Serão duas apresentações teatrais, às 10h, com o espetáculo ‘Enquanto houver Criança”, e às 14h, “Roda Gigante”.

Daniela Bairros

O bairro Ajuda, em Macaé, recebe neste sábado (10), o ônibus teatro do projeto 1001 Espetáculos. Serão duas apresentações teatrais, às 10h, com o espetáculo “Enquanto houver Criança” e, às 14h, “Roda Gigante”.

O projeto 1001 Espetáculos é um projeto cultural de ônibus teatro que nasceu no ano passado e irá percorrer as cidades de Macaé, Campos dos Goytacazes, Nova Friburgo, Itaperuna, Niterói e Rio de Janeiro.

O projeto realiza 200 oficinas e 90 espetáculos teatrais gratuitos, com a participação de mais de 20 mil crianças, 40 escolas públicas e 33 mil espectadores em periferias, com pouco ou nenhum acesso ao teatro.

O ônibus teatro estará na Quadra Poliesportiva da Ajuda, na Rua José Alves de Azevedo,s/n°, próximo à subida do Planalto. Para realizar o projeto, um ônibus comum foi transformado em um equipamento teatral, com direito a estrutura de camarim, riders de luz e som, cenografia técnica e mobiliário de plateia.

Durante a semana, o 1001 Espetáculos ocupa as escolas municipais com oficinas de artes cênicas. Nos finais de semana, o projeto é levado aos espaços públicos com a apresentação de espetáculos.

Ao todo, 10 empresas, 26 profissionais e cerca de 50 companhias, grupos e coletivos de artistas estão diretamente envolvidos com o 1001 Espetáculos. Cerca de 70% do orçamento está sendo reinvestido nos mercados culturais locais e contribuindo para o crescimento da economia criativa no Estado do Rio de Janeiro.

Nos finais de semana, o projeto é levado aos espaços públicos com a apresentação de espetáculos de diferentes estéticas teatrais e apoiadas em temáticas da cultura popular local, 100% acessíveis, com recursos de audiodescrição e intérprete de libras. Além de movimentar o mercado cultural local, o projeto vai oferecer espaço para que os comerciantes locais trabalhem durante a realização dos espetáculos em locais públicos.

O projeto promove políticas culturais de democratização do acesso, formação de plateias, empoderamento e investimento no mercado cultural local como diretrizes e pilares para sua atuação.

 

Crédito: Divulgação

Mais lidas do mês