Mídias Sociais

Cultura

Festim 2020 divulga premiados que participaram do festival online Poesia ao Vídeo "Quarentena poética"

Daniela Bairros

Publicado

em

 

Daniela Bairros

Foram 14 dias de apresentações de lindos materiais, de artistas de várias partes  do Brasil e até mesmo de outros países. O Festim (Festival de Esquetes de Macaé) , que  neste ano  teve uma edição especial devido à pandemia do novo coronavírus, pela plataforma do instagram @festim_festival. Oficialmente, a final do festim foi no último sábado (04), e  as lives serão uma vez por semana, com participações de convidados, segundo o idealizador e produtor do festival, Aldebaran Bastos. O Festim 2020 reuniu artistas de várias partes do Brasil e até de outros países.

O Festim 2020 Poesias ao Vídeo, ou Quarentena Poética, reuniu 125 inscrições. Sessenta e cinco poesias ao vídeo foram selecionadas. Segundo Aldebaran, foram avaliadas as questões criativas e técnicas do texto poético, além dos trabalhos em vídeo.

Foram premiadas as cinco melhores poesias ao vídeo, melhor intérprete e voto popular. A premiação foi R$ 300 para cada vencedor.

Confira a relação dos premiados

Voto Popular – As sete mais votadas foram

“Eu vi o Diabo” – 683 votos

“Sagrado feminino” – 335 votos

“Solidão” – 301 votos

“A chuva que chega” – 268 votos

“Saudade” – 227 votos

“C’Alma” – 176 votos

“Luta” – 168 votos

Premiados

Categorias- Voto Popular- “Eu vi o diabo”

Intérprete – Sandra Watty – “Eco – lógico”

Cinco melhores Poesias ao Vídeo

“Crítica de mim”

“T de Mulher”

“Morada”

“Rupturas”

“Uma de mim morreu”

Indicados Melhor Intérprete

Marcos Achér “Armadilha”

Odelta Simonetti – “Riso do palhaço”

Rebeca Figueiredo – “Uma de mim morreu”

Sandra Waytt – “Eco-lógico”

Ítalo Rovere “2020” (Vinte Vinte)

Gabriela Lima – “Cativeiro”

Erick Antoniazzi – “Diário de uma quarentena”

Para Aldebaran, o Festim Online 2020 foi um grande sucesso e todos da produção do evento, além dos parceiros, amigos e incentivadores da cultura ficaram felizes com o resultado. “Alcançamos  os nossos objetivos, que um deles, era criar um abraço entre todos, em prol de uma ideia comum, que era criar um momento de encontro. Foram 40 dias de produção para criação e realização do Festim e a final foi no último sábado (04). Foi muito emocionante. Todos em suas casas e conectados na plataforma do instagram. Quero agradecer aos parceiros, amigos, incentivadores, parceiros. Agradecer também toda equipe de jurados. E muito feliz também por Macaé ter sido tão representada. Foram três prêmios para a cidade”, ressaltou.

As lives, segundo Aldebaran, continuarão uma vez por semana. “Foi um momento de encontro que conhecemos  os trabalhos de muitas pessoas. A participação de todos foi muito dinâmica. E  como resultado do trabalho, vamos conseguir criar um ebook, com todos os trabalhos para divulgar a Quarentena Poética. Mesmo depois da pandemia, isso tudo vai ficar registrado. E as lives vão abordar temas importantes à cultura, entre eles, a Lei Aldir Blanc. Temos ainda 60 vídeos para oferecer conteúdo, dentro do instagram @festim_festival”, explicou.

Crédito: Divulgação

 

Mais lidas da semana