Mídias Sociais

Cultura

Em Rio das Ostras, no Teatro Popular, Jefferson Ferreira homenageia João Gilberto, em tributo nesta quinta-feira (16), no projeto Soul da Casa

Daniela Bairros

Publicado

em

 

Daniela Bairros

O projeto Soul da Casa realiza nesta quinta-feira (16), a partir das 20h, tributo a João Gilberto, no Teatro Popular de Rio das Ostras. A homenagem ao homem que revolucionou a música brasileira ao criar uma nova batida de violão com influências do jazz para tocar samba será feita por Jefferson Ferreira. Os ingressos estão sendo vendidos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

No repertório de Jefferson, “Chega de Saudade”, “Bim Bom” e “Só danço samba”. No palco, ele dividirá a interpretação ao lado de participações especiais de Luiz Felipe Oliveira, Cláudia Falcão, Jonathan Mendonça, Micha Devellard, Arnaldo de Sá e Renata Cabral.

Na banda, Jefferson traz Marcos Lopes, no contrabaixo, e Sebastian Prado na bateria.

 Sobre João Gilberto

Dono de uma sonoridade original e moderna, João Gilberto conseguiu representar a música popular brasileira em diversos países, como Estados Unidos, Japão e outros da Europa. O jeito suave de cantar, influenciado pelo “jazzista” Chet Baker, também foi visto como inovador no Brasil.

Desde o lançamento do compacto, que continha “Chega de Saudade” e “Bim Bom”, munido apenas da voz e do violão, começou uma revolução na música mundial. João Gilberto é tido como um dos músicos mais influentes no jazz americano do século XX, ganhou prêmios importantes nos Estados Unidos e na Europa, como o Grammy.

Sobre Jefferson Ferreira

Músico, violonista, professor, arranjador e compositor, Jefferson Ferreira iniciou os estudos no Rio Grande do Sul. Em terras fluminenses, deu continuidade em sua carreira tocando em grupos de choro como Jacarandá e Mistura e Manda. Foi idealizador da banda Conversa Afinada e tocou com a orquestra Kuarup, período que se apresentou em festivais como Rio das Ostras Jazz e Blues, Sesc, Frutos do Mar, entre outros.

Se apresentou também nos teatros Municipais de Rio das Ostras e Macaé, Trianon, em Campos, Dulcina e Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro.

Pelo Brasil já tocou em vários estados e uma oportuna vivência em Musicschule Tübingan, na Alemanha. Recentemente venceu o campeonato de músicas autorais em Rio das Ostras.

Crédito: Divulgação

 

 

Mais lidas da semana