Mídias Sociais

Cultura

Em Macaé, Natal no Museu segue até este sábado (22)

Daniela Bairros

Publicado

em

 

Programação teve início na última quarta-feira (19). Neste sábado, os eventos terão início às 15h, com a apresentação do musical “Emoji”, dos alunos do curso Infanto-juvenil de Música e Canto da Emart.

Daniela Bairros

Em Macaé, o Natal do Museu no Solar dos Mellos, no Centro, segue até este sábado (22). A programação teve início na última quarta-feira (19). Neste sábado, os eventos terão início às 15h, com a apresentação do musical “Emoji”, dos alunos do curso Infanto-juvenil de Música e Canto da Emart. O encerramento do Natal do Museu será com o show “Circo a Céu Aberto”, da companhia do professor de Arte Circense da Secretaria de Cultura, Fabiano Freitas (CriaSana).

Nessa sexta-feira (21), a abertura foi às 18h, com a Dança das Velas e Pinheirinho de Natal, dos grupos de dança do Centro de Convivência do Idoso. Às 19h, foi a vez dos alunos de Canto Livre da Emart apresentar o espetáculo Canções da Disney. Em seguida, o Grupo de Choro, do professor Marco Polo, fez a apresentação que encerrou a noite.

No primeiro dia, corais se apresentaram, o cidade (Emart) e o da Segunda Igreja Batista, que também apresentou um musical de Natal, além do grupo de Clarinete da Emart. A Orquestra Popular de Macaé (OPM/Emart), do cantor Lucas Ribeiro, voz e violão, e do grupo Portadores de Alegria, com o esquete de dança “As Bonequinhas”, abrilhataram a noite.

A moradora do bairro Vale dos Cristais, Selma Stiutz, que conheceu o museu neste evento, afirmou que se surpreendeu. “Muito bom. A organização, tudo. Achei o local muito apropriado”, frisou. Também a moradora do Visconde de Araújo, Millena Guimarães, gostou do ‘Natal no Museu’. “Percebo que estamos passando por um momento de valorização da arte na cidade. Talvez por termos passado por crise no setor de óleo e gás, as pessoas precisaram buscar novas alternativas. Por isso, acho que o trabalho que é feito aqui é maravilhoso”, disse a professora, que já apresentou o Solar aos alunos de algumas de suas turmas.

A bailarina e fundadora do grupo ‘Portadores de Alegria’, Vânia Tolipan, disse que ter este espaço para apresentação artística da pessoa com deficiência é muito importante. “Ano que vem o nosso grupo completa vinte anos e isso se deve ao público que lota o Teatro Municipal de Macaé a cada espetáculo anual e nos prestigia como hoje, aqui no museu. Estou muito orgulhosa pelo convite do secretário Thales para estar aqui comemorando o Natal”, completou.

Crédito: Divulgação

 

 

 

 

 


 

Mais lidas do mês