Mídias Sociais

Cidades

Última levantamento mostra redução no risco de infestação por Aedes aegypti em Cabo Frio

Thaiany Pieroni

Publicado

em

O último Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa) realizado em Cabo Frio identificou como baixo o risco de infestação do mosquito na cidade. Apesar do planejamento inicial fosse para que o levantamento fosse realizado em março, a pesquisa aconteceu entre os dias 18 e 24 de fevereiro, de forma antecipada a pedido da Secretaria Estadual em Saúde.

As equipes da vigilância em saúde ambiental percorreram 6.439 imóveis. Destes, 42 apresentaram infestação, o que totaliza a infestação de 0,7%, um índice considerado satisfatório, de acordo com as diretrizes adotadas pelo Ministério da Saúde.       Este é o menor índice identificado na cidade em 2018. Em janeiro, o município teve o índice de 1,1%.

Apesar do baixo risco, toda a população deve ficar atenta e realizar as ações de prevenção para coibir a proliferação do mosquito.

“A população tem que ter consciência dos riscos das doenças causadas pelo mosquito e continuar fiscalizando os possíveis locais de focos, sempre olhando o lixo, caixas d’água e qualquer local que possa ter acúmulo de água”, disse a coordenadora da Vigilância em Saúde Ambiental, Andreia Nogueira.

Agentes do setor também estão percorrendo os bairros de Cabo Frio e Tamoios atuando no chamado saneamento ambiental. Na ação são utilizados carros e motofogs que pulverizam repelente natural de citronela, uma planta que possui propriedades insetífugas, mantendo todos os tipos de mosquitos afastados. Alguns mutirões também estão sendo programados para as próximas semanas.

Mais lidas do mês