Mídias Sociais

Cidades

Servidores de Cabo Frio fecham a Ponte Feliciano Sodré em protesto

Publicado

em

 

Servidores da Educação e da Saúde cobram salário atrasado e 13º. 

Os servidores da saúde e da educação de Cabo Frio fecharam a Ponte Feliciano Sodré, na manhã desta sexta-feira, 15, em protesto cobrando o salário referente ao mês de novembro e o décimo terceiro salário.

O protesto começou no Largo Santo Antônio, no Centro de Cabo Frio, e seguiu até a ponte. O trânsito ficou completamente parado na localidade.

Após negociação com a Polícia Militar, os servidores abriram o trânsito em meia pista e por volta do meio dia o trânsito foi completamente librado.

Por meio de nota, a secretaria de Fazenda do município esclareceu que o setor jurídico tenta viabilizar uma reforma de reverter a decisão da justiça, que bloqueou as contas da Prefeitura, requisitando um montante superior a R$ 30 milhões para o pagamento de dívidas vencidas de diversas naturezas. Com a liberação dos recursos, consequente será normalizada a situação dos pagamentos, que já estavam programados para serem feitos no último dia 07.

Greve dos servidores – Os servidores da saúde de Cabo Frio estão em greve desde o sexto dia útil do mês de dezembro, após o não pagamento do salário no dia 07 como previsto. De acordo com o Sindicato dos servidores da saúde – SindiSaúde, apenas 30% do efetivo estão trabalhando, conforme determina a lei.

Já os servidores da Educação paralisaram as atividades nesta quarta-feira, 13. Em assembleia a categoria decidiu que não fechará o ano letivo de 2017 antes de receber o salário e o 13º salário.

Em assembleia, ambas as categorias decidiram por realizarem atos unificados na cidade cobrando a administração municipal.

Thaiany Pieroni

 

Mais lidas da semana