Mídias Sociais

Cidades

Servidores de Cabo Frio decidem manter greve por tempo indeterminado

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Os servidores de Cabo Frio decidiram manter a Greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada na noite desta terça-feira, 18, após representantes dos sindicatos realizarem uma audiência com o Prefeito, Dr. Adriano Moreno.

Participaram da reunião no gabinete do Prefeito representantes dos sindicatos da Saúde (SINDSAÚDE), dos Servidores Públicos Municipais de Cabo Frio (SINDCAF), da Guarda Municipal e da Comsercaf.

Na audiência, foi decidido manter o reajuste salarial de 8% e o descongelamento dos triênios a partir de julho. Sobre os 4,1% de reajuste para agosto e o descongelamento dos quinquênios, o governo solicitou um prazo até o dia 1º de julho para apresentar novos estudos de impacto financeiro. Não há previsão do pagamento da parcela do décimo terceiro de 2016.

Logo depois da audiência, chegou a informação ao sindicato, que o pagamento dos servidores efetivos já foi depositado. Já o pagamento dos contratados, segundo informações da tesouraria da Secretaria de Fazenda, está aguardando a próxima entrada dos royalties, que está prevista para o dia 21, para complementar a folha.

 

Sobre a Greve - Em Assembleia unificada com membros do Sindicato dos Servidores Municipais (SINDICAF), Sindicato dos Servidores da Saúde (SINDSAÚDE), Associação dos Guardas Municipais (AGCMCF) e associação dos Fiscais Municipais (AFM) foi decidido deflagrar a Greve Geral na última segunda-feira, 17.

Segundo os sindicatos, o motivo é a falta de pagamento dos salários do mês de Maio até a data limite de Lei e também devido ao descumprimento por parte do Governo Municipal do Acordo de Quitação dos atrasados relativos ao 13º Salário/2016 dos servidores da ativa e dos aposentados e pensionistas.

Ainda segundo o movimento, serão mantidos o quantitativo mínimo legal de servidores nas atividades consideradas essenciais pela referida Lei de Greve, bem como também cientificar que havendo por parte da Prefeitura, outros atrasos de pagamentos de salários além da data limite nos próximos meses, a Categoria Profissional entrará automaticamente em Greve a partir do sexto dia útil do mês seguinte ao vencido.

 

 

Mais lidas da semana