Mídias Sociais

Cidades

São Pedro da Aldeia sediará empresa de cultivo de camarão

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A cidade de São Pedro da Aldeia sediará um empreendimento comercial inédito na Região dos Lagos, uma empresa especializada na produção de camarão. No Estado do Rio, o município aldeense é um dos poucos que possuem uma estrutura de produção de camarão implantada.

De acordo com a empresa, o sistema de cultivo adotado, caracterizado como semi-intensivo, abrange uma área de cerca de um hectare no bairro da Cruz, zona rural do município, e opera com uma estrutura moderna baseada em práticas sustentáveis aliadas a inovações tecnológicas aplicadas na criação dos crustáceos em viveiros.

A fazenda de cultivo conta com 18 viveiros escavados de 500 metros quadrados, abrigados por estufas. Cada tanque tem capacidade de produção de, em média, uma tonelada de camarão. A despesca é realizada a cada três meses, aproximadamente, com previsão de primeira safra ainda este mês.

O processo produtivo engloba a aplicação de técnicas de biossegurança, análises laboratoriais, biometria, sistema de aeração, uso de fertilizantes, cuidados sanitários e práticas de manejo alimentar para a incorporação de substâncias nutritivas para a engorda do camarão, além do controle dos parâmetros de qualidade da água.

“É um sistema totalmente sustentável, a água é reutilizada e não há desperdício. Nós utilizamos probióticos, vitaminas e outros produtos de alta qualidade para que os camarões possam crescer e se desenvolver bem nos viveiros. São cerca de 12 funcionários trabalhando 24h com o cultivo para termos um produto final de excelência para atender o mercado”, afirmou o engenheiro William Nicolau, um dos representantes da empresa.

O empreendimento, pioneiro na região, já tem licenciamento ambiental da Prefeitura e conta com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Lagoa e Saneamento. “Nos deparamos com um projeto muito bacana no seu sentido ecológico, de sustentabilidade, com reaproveitamento dos recursos, sem a geração de resíduos. De antemão decidimos ser parceiros não só com o suporte técnico, na parte do licenciamento, mas também com o apoio na infraestrutura básica, porque entendemos a importância de valorizar uma atividade econômica ecologicamente correta e que contribui para gerar emprego e renda no município. Empresas como essa só vem agregar valor para a cidade”, destacou o secretário da pasta, Luciano Pinto.

 

 

Mais lidas da semana