Mídias Sociais

Cidades

Prolagos começa a se preparar para aumento da demanda durante o verão

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A concessionária Prolagos, responsável pelo abastecimento de água na Região dos Lagos, anunciou que já começou a se preparar para o aumento da demanda previsto durante a alta temporada. Normalmente, a região registra um aumento populacional quase três vezes maior, e há muitos registros de consumidores, que ficam sem o serviço neste período.

De acordo com o monitoramento realizado pela Prolagos por meio do contador de veículo, os municípios de Arraial, Búzios, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia receberam juntas cerca de 1 milhão e 260 mil pessoas, na última temporada. Para atender essa demanda, a concessionária desenvolve todos os anos um plano especial com aquisição de equipamentos extras, mobilização de equipes e ações preventivas nas estações de tratamento de água e esgoto. Com este foco, a Estação de Tratamento de Água (ETA), localizada às margens da Lagoa Juturnaíba, no município de Araruama, está passando por melhorias que possibilitarão uma operação mais segura e eficiente. O próximo passo será a ampliação da unidade, que aguarda, apenas, a liberação dos órgãos ambientais. Dos atuais 1500 litros por segundo, a estação terá capacidade para tratar 2000 litros por segundo após o investimento.

Enquanto a expansão não acontece, outras medidas vêm sendo tomadas para garantir a eficiência da unidade, como a limpeza dos reservatórios e decantadores; a reforma e modernização nos 12 filtros, que receberam novo material filtrante, composto por pedras, areia com diferentes tamanhos e carvão mineral. Além disso, foram instaladas ventosas e válvulas elétricas nas novas adutoras de água tratada que ligam a ETA aos cinco municípios atendidos.

Para aumentar a eficiência energética na operação da estação, foram implantados macromedidores em todos os conjuntos motor bomba, capazes de medir o rendimento de cada equipamento, a fim de encontrar o ponto ideal de trabalho das bombas. Os equipamentos de alta performance enviarão as informações de vazão de cada bomba diretamente para o Centro de Controle Operacional. O sistema será integrado a uma inteligência artificial que vai determinar qual a combinação de equipamentos trará maior eficiência e economia de energia no funcionamento da unidade.

Mais lidas da semana